INFLUÊNCIA DOS PARÂMETROS DE CORTE NAS TENSÕES RESIDUAIS GERADAS NA USINAGEM DE AÇO INOXIDÁVEL DUPLEX 2205

  • Maria Cindra Fonseca
  • Henrique Pereira Magalhães
  • Tatiane de Campos Chuvas
  • Marcel Freitas de Souza

Resumo

O estudo das tensões residuais é de suma importância para projetos de peças industriais. Estas tensões são geradas no material após qualquer processo de fabricação, e sua natureza (trativa ou compressiva) e magnitude são fatores de risco ou de segurança para estes componentes, como por exemplo, na vida em fadiga e na resistência à corrosão sob tensão. O presente trabalho tem como objetivo a análise das tensões residuais geradas no processo de usinagem por torneamento de acabamento em amostras de aço inoxidável duplex 2205, com diferentes velocidades de corte. As tensões residuais foram analisadas por difração de raios-X, usando o método do sen2?. A caracterização da integridade superficial do material foi feita com análises de microdureza Vickers, rugosidade média (Ra) e macrografia da superfície. Os resultados mostraram que o torneamento gerou tensões residuais trativas em ambas as direções analisadas, sendo a influência da velocidade de corte mais significativa na direção transversal. Além disso, o aumento da velocidade de corte não teve efeito sobre a microdureza Vickers, contudo, a alteração deste parâmetro de corte mostrou-se ser estatisticamente significativo para a rugosidade média, principalmente devido ao pior acabamento superficial obtido ao ser utilizada a menor velocidade de corte.
Publicado
21-12-2018