UTILIZAÇÃO DO MÉTODO DE OTIMIZAÇÃO ESTOCÁSTICO EVOLUÇÃO DIFERENCIAL NA MINIMIZAÇÃO DE FUNÇÕES NÃO LINEARES

  • Andressa Alves Machado da Silva -
  • Diogo Teixeira dos Santos -

Resumo

 O presente trabalho tem como principal objetivo mostrar a aplicação do método de otimização estocástico Evolução Diferencial (DE) na minimização de funções não lineares. O método é considerado simples e eficiente, utilizando três etapas para obtenção do ótimo: Mutação, Cruzamento e Seleção. Aborda-se uma hibridização entre o método estocástico em estudo com um método de busca direta, com a finalidade de inserir o método de busca padrão ao final da etapa de Seleção do DE para que se realize uma busca mais refinada para obtenção do ponto ótimo da função. O método híbrido proposto é: Evolução Diferencial /Busca Coordenada (DE/BC). Os métodos são testados na minimização de funções não lineares já presentes na literatura, tendo como objetivo analisar a influência dos métodos na convergência das funções, no número de iterações necessárias para obtenção do mínimo global da função e em relação à eficiência temporal. Assim, apresenta-se a análise dos resultados obtidos e identificando o mais eficiente ao realizar a comparação entre o DE e a hibridização (DE/BC).

Biografia do Autor

Andressa Alves Machado da Silva, -
-
Diogo Teixeira dos Santos, -
-
Publicado
22-12-2018