A Formação do Formador e o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID)

  • Carla Patrícia Quintanilha Corrêa UFJF/ISEPAM
  • Maria da Assunção Calderano UFJF
Palavras-chave: PIBID. Formação do formador. Formação continuada.

Resumo

Este trabalho apresenta um panorama da formação dos professores que atuam emcursos de licenciatura no país, a partir de um levantamento temático realizado emdiferentes bancos de dados disponíveis em sites acadêmicos de buscas. Osresultados deste levantamento permitem indicar alguns desafios a serem enfrentadosnesta área e apontam para a potencialidade do Programa Institucional de Bolsa deIniciação à Docência (PIBID) em intervir no campo da formação docente. As pesquisasrevelam efeitos positivos do programa, não só na formação inicial, mas também naformação continuada de professores da escola e da instituição de ensino superior(IES). Este programa prevê a participação dos licenciandos, visando ao exercício deatividades pedagógicas em escolas públicas de educação básica do país,acompanhados por um professor da escola e outro do curso de licenciatura ao qualpertencem. Interessa-nos refletir sobre a atuação dos professores responsáveis pelainiciação à docência dos bolsistas nas IES, compreendendo-os como professoresformadores de novos docentes. A partir de dados empíricos advindos de investigaçãosobre o tema, desenvolvidos por especialistas na área como Bernardete Gatti, MarliAndré, Elza Barreto, Nelson Gimenes, Laurizete Ferragut, Carlinda Leite, KátiaRamos, Maria Almeida, Selma Pimenta, entre outros, buscamos refletir sobre arelevância da formação do formador na formação do licenciando nos contornos de suaatuação no PIBID. Neste movimento de reflexão, importa ainda alertar quanto aosriscos de desconfiguração do programa diante de possíveis reformulaçõesimplementadas pelo governo federal, o que pode vir a prejudicar os resultadospositivos alcançados pelo PIBID no âmbito da formação de professores nacontemporaneidade brasileira.