Os operadores argumentativos no efeito de sentido das redações: um estudo em cursinhos pré-vestibulares

  • Ana Lucia Monteiro Ramalho Poltronieri Martins Instituto Federal Fluminense campus Campos Centro
  • Luisa Gonçalves BarretoRudmar Marques de Castro Instituto Federal Fluminense campus Campos Centro
  • Rudmar Marques de Castro Instituto Federal Fluminense campus Campos Centro
  • Sávio Jorge Silva de Carvalho Instituto Federal Fluminense campus Campos Centro
Palavras-chave: Produção Textual. Operadores argumentativos. Pré-vestibular.

Resumo

Nos últimos 15 anos, vêm ocorrendo, no Brasil, um aumento considerável na demanda de estudantes que pretendem ingressar nas universidades, sejam elas públicas ou privadas, e, paralelamente a este aumento, surgiram os cursinhos pré-vestibulares. Considerando a significativa contribuição da produção de texto ou redação para a obtenção de êxito na nota final dos vestibulandos, em especial no ENEM ? Exame Nacional do Ensino Médio ?, o presente trabalho visa identificar e analisar o uso dos operadores argumentativos em textos de natureza dissertativo-argumentativa. Para isso, os autores deste artigo utilizaram de suas experiências em sala de aula, como alunos e como professores de redação nos chamados “cursinhos”, a fim de verificar o uso semântico desses operadores, assim como a sua variedade no texto. Como professores, observamos que os alunos não utilizam operadores argumentativos diferenciados em seus textos, o que nos leva a pensar que tais alunos ou desconhecem ou evitam trazer novos operadores, porque não sabem o seu valor semântico. Para que o objetivo do trabalho seja alcançado, foram avaliadas e corrigidas cerca de 25 redações de um curso preparatório para vestibulares social da cidade de Campos dos Goytacazes, interior do Rio de Janeiro; esses textos também servirão como instrumentos para os estudos pretendidos. Serão discutidos, ao longo do trabalho, temas como a dificuldade na utilização dos operadores argumentativos, principalmente a substituição dos operadores concessivos pelos adversativos; e a importância da produção textual nos ensinos fundamental e médio, importância tal que será analisada sob a perspectiva dos professores bem como dos estudantes.