Anatomofisiologia do estresse e o processo de adoecimento

  • Rogério da Silva Burla Instituto Federal Fluminense (IFF), Campos dos Goytacazes/RJ
  • Mateus Santos Matos Faculdade de Medicina de Campos (FMC), Campos dos Goytacazes/RJ
  • Thalita Pereira de Oliveira Rocha Faculdade de Medicina de Campos (FMC), Campos dos Goytacazes/RJ
  • Flavia Batista Viana Correa Faculdade de Medicina de Campos (FMC), Campos dos Goytacazes/RJ
  • Caio Oliveira Silva Faculdade de Medicina de Campos (FMC), Campos dos Goytacazes/RJ
Palavras-chave: Eixo hipotálamo-hipófise-adrenal, Cortisol, Patologias

Resumo

A organização produtiva contemporânea tem imposto aos cidadãos um estilo de vida competitivo, com ameaça de desemprego, longas jornadas de trabalho, necessidade de consumir, além de outras dificuldades. Durante eventos estressantes, ocorre uma resposta do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal que secreta o hormônio cortisol. Dependendo da duração e intensidade do estressor, o nível elevado de cortisol pode ocasionar patologias. O presente estudo buscou compreender as bases anatômicas e fisiológicas do processo de adoecimento causado pelo estresse crônico. Dentre as patologias mais estudadas causadas pelo hipercortisolismo estão a hipertensão arterial, aumento da glicose sanguínea, fraqueza muscular, estrias, osteoporose, obesidade, degeneração do encéfalo e a redução da imunidade. É importante salientar que as pessoas emitem respostas diferentes ao estresse, de forma que os sinais e sintomas não serão iguais entre os acometidos. Por fim, toda iniciativa pública ou privada que estabeleça a estabilidade social, econômica e emocional pode suprimir as patologias associadas ao estresse.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rogério da Silva Burla, Instituto Federal Fluminense (IFF), Campos dos Goytacazes/RJ
Mestre em Engenharia Ambiental pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense (IFFluminense). Acadêmico em medicina na Faculdade de Medicina de Campos– Campos dos Goytacazes/RJ – Brasil. E-mail: rogeriosburla@gmail.com.
Mateus Santos Matos, Faculdade de Medicina de Campos (FMC), Campos dos Goytacazes/RJ
Acadêmico em Medicina na Faculdade de Medicina de Campos – Campos dos Goytacazes/RJ – Brasil. E-mail: mateus.santos.matos15@gmail.com.
Thalita Pereira de Oliveira Rocha, Faculdade de Medicina de Campos (FMC), Campos dos Goytacazes/RJ
Acadêmico em Medicina na Faculdade de Medicina de Campos – Campos dos Goytacazes/RJ – Brasil. E-mail: thalitapereiradeoliveira@gmail.com.
Flavia Batista Viana Correa, Faculdade de Medicina de Campos (FMC), Campos dos Goytacazes/RJ
Acadêmico em Medicina na Faculdade de Medicina de Campos – Campos dos Goytacazes/RJ – Brasil. E-mail: flavinhabatistav@gmail.com.
Caio Oliveira Silva, Faculdade de Medicina de Campos (FMC), Campos dos Goytacazes/RJ
Acadêmico em Medicina na Faculdade de Medicina de Campos – Campos dos Goytacazes/RJ – Brasil. E-mail: c_io_oliveira@hotmail.com.

Referências

AMOEDO, C. (Coord.). Hipertensão arterial sistêmica secundária. In: Diretrizes Brasileiras de Hipertensão VI, Capítulo 7. Jornal Brasileiro de Nefrologia, São Paulo, v. 32, suppl. 1, p.44 – 53, 2010.

ANDRADE, C. J.; ALVES, C.A. Influence of socioeconomic and psychological factors in glycemic control in young children with type 1 diabetes mellitus. Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, 2018. No prelo.

BEAR, M. F.; CONNORS, B. W.; PARADISO, M. A. Neurociência: desvendando o sistema nervoso. 4. ed. Porto Alegre: Artmed, 2017. ISBN: 978-85-827-1432-4.

BORGES NETO, J. B. Os neurotransmissores. In: FIKS, J. P.; MELLO, M. F. Transtorno do estresse pós-traumático: violência, medo e trauma no Brasil. São Paulo: Atheneu, 2011. p. 49-64.

GUYTON, A. C.; HALL, J. E. Tratado de fisiologia médica. 10. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011. ISBN 978-85-352-3735-1.

KOEPPEN, B. M.; STANTON, B. A. (Eds.) Fisiologia. 6. ed. Rio de Janeiro: Elservier, 2009. ISBN 978-85-352-3057-4.

LANNA, C. M. M.; MONTENEGRO JR., R. M.; PAULA, F. J. A. Fisiopatologia da osteoporose induzida por glicocorticoide. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia e Metabologia, Ribeirão Preto, v. 47, n. 1, p. 9 – 18, fev. 2003.

LIPP, M. E. N. Mecanismos neuropsicofisiológicos do stress: teoria e aplicações clínicas. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2010. 227 p.

LUPIEN, S. J. The effects of stress and stress hormones on human cognition: Implications for the field of brain and cognition. Brain and Cognition, Vancouver, v. 65, n. 3, p. 209-237, dez. 2007.

MATTOS, P. A psiconeuroendocrinologia. In: FIKS, J. P.; MELLO, M. F. Transtorno do estresse pós-traumático: violência, medo e trauma no Brasil. São Paulo: Atheneu, 2011, p. 77-89.

MELIN, D.; PINHÃO, S.; CORREIA, F. Stresse e sua relação com a obesidade. Alimentação Humana, Porto, v. 19, n. 3, p. 74-81, 2013.

OLIVEIRA, R. M. J. de. Efeitos da prática do Reiki sobre aspectos psicofisiológicos e de qualidade de vida de idosos com sintomas de estresse: estudo placebo e randomizado. 165 f. Tese (Doutorado em Ciências) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2013.

PENTEADO, M. S.; OLIVEIRA, T. C. Associação estresse-diabetes mellitus tipo II. Revista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, Botucatu, v. 7, n. 1, p. 40-45, jan./fev. 2009.

QUESADA, A. A. Estresse e prematuridade: um risco para a memória e para o desenvolvimento emocional na infância. 67 f. Tese (Doutorado em Ciências Médicas) – Faculdade de Medicina, Universidade de Brasília, Brasília, 2013.

QUESADA, A. A. Psychosocial stress exposure impairs memory retrieval in children. Psychoneuroendocrinology, v. 37, n. 1, p. 125-136, 2012.

SILVA, J. J. Estresse: o impulso da vida. São Caetano do Sul, SP: Yendis Editora, 2005. ISBN 8598859176.

TSIGOS, C.; CHROUSOS, G. P. Hypothalamic-pituitary-adrenal axis, neuroendocrine factors and stress. Journal of psychosomatic research, v. 53, n. 4, p. 865–871, out. 2002.

VILELA, L. H. M. Relação da depressão com os eixos hipotálamo-hipófise-adrenal, hipotálamo-hipófise-tireoide e o estresse precoce. 2014. 167 p. Tese (Doutorado em Ciências Médicas) – Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Ribeirão Preto, 2014.

Publicado
30-08-2018
Como Citar
BURLA, R. DA S.; MATOS, M. S.; ROCHA, T. P. DE O.; CORREA, F. B. V.; SILVA, C. O. Anatomofisiologia do estresse e o processo de adoecimento. Revista Vértices, v. 20, n. 2, p. 281-289, 30 ago. 2018.
Seção
Artigos de revisão