Recifes artificiais: “Atração versus Produção”

  • Eduardo Barros Fagundes Netto
  • Ilana Rosental Zalmon
Palavras-chave: Recifes artificiais. Atração. Produção. Manejo.

Resumo

A produção de peixes é a motivação mais comum para a construção e instalação de um recife artificial. Mais recentemente, os interesses ambientais e a conservação de recursos biológicos têm sido instrumentos para a formulação de novos objetivos das pesquisas. Uma das questões a serem resolvidas é a função biológica da “atração vs. produção” como consequência da utilização dos recifes artificiais. A incerteza quanto à resposta a essa questão, se os recifes artificiais irão ou não beneficiar o desenvolvimento dos estoques pesqueiros, pode ser resolvida se os recifes artificiais forem manejados como áreas marinhas protegidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Barros Fagundes Netto
Doutor em Ecologia e Recursos Naturais (UENF), Encarregado da Divisão de Recursos Vivos, Depto. de Oceanografia do IEAPM.
Ilana Rosental Zalmon
Doutora em Ciências Biológicas, Professora da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (PPG-ERN / UENF) com ênfase em Recursos Pesqueiros e Comunidade Bêntica.
Como Citar
NETTO, E. B. F.; ZALMON, I. R. Recifes artificiais: “Atração versus Produção”. Revista Vértices, v. 13, n. 1, p. 179-190, 11.
Seção
Artigos Originais

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

<< < 1 2 3 > >>