Rede de agroturismo Altos da Serramar: uma alternativa de desenvolvimento local sustentável na bacia do rio Macaé, RJ, Brasil?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.19180/1809-2667.v22n32020p517-533

Palavras-chave:

Turismo, Sustentabilidade, Macaé, Altos da Serramar

Resumo

A noção de sustentabilidade associada ao planejamento turístico têm sido cada vez comum, principalmente em discussões sobre modelos de desenvolvimento socioeconômico que contribuam para a conservação da biodiversidade. O alto curso da bacia do rio Macaé (RJ, Brasil), área focal de políticas de proteção da natureza, tem vivenciado, desde a década de 1970, um expressivo crescimento da atividade turística. Nessa região, foi organizada, via protagonismo local, a rede de agroturismo Altos da Serramar, formada por dezenas de proprietários rurais. Inspirado nessa problemática, o artigo teve como o objetivo investigar em que medida a constituição e operacionalização dessa rede pode ser entendida como uma alternativa sustentável para o desenvolvimento socioeconômico da bacia do rio Macaé. A metodologia envolveu revisão da literatura, observação participante e visitas às propriedades durante o ano de 2019. Os resultados indicam expressivo potencial da rede para estimular o desenvolvimento sustentável na região de estudo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristiane Passos de Mattos, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET-RJ), Campus Nova Friburgo/RJ

Professora do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET-RJ), Campus Nova Friburgo. Doutora em Psicossociologia de Comunidades e Ecologia Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Rio de Janeiro/RJ – Brasil. E-mail: crispassinhos@gmail.com.       

Lia Carneiro Caldas, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Rio de Janeiro/RJ

Advogada trabalhista e ambiental, educadora ambiental. Mestre em práticas para o desenvolvimento sustentável pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) – Rio de Janeiro/RJ – Brasil. E-mail: lia.carla.caldas@gmail.com.

Alice Sá Rego de Azevedo, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Macaé/RJ

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais e Conservação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Macaé/RJ - Brasil. E-mail: azevedo.alice19@gmail.com.

Isabela Melone Escamilha, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET/RJ) Campus Nova Friburgo/RJ

Graduanda em Gestão de Turismo pelo Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca Campus Nova Friburgo/RJ – Brasil. E-mail: isabelam.escamilha@gmail.com.

Giuliana Mota de Mesquita, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET/RJ) Campus Nova Friburgo/RJ

Advogada formada pela UFRJ com pós-graduação em processo Civil. Graduanda em Gestão de Turismo pelo Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca Campus Nova Friburgo/RJ – Brasil. E-mail: giuliana.mota.m@gmail.com.

Elaine Lopes Peixoto, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET/RJ) Campus Nova Friburgo/RJ

Bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Atualmente participa do grupo de pesquisa "Estudos Integrados em Turismo e Humanidades", do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca Campus Nova Friburgo/RJ – Brasil. E-mail: elaine.aic@hotmail.com.

Publicado

28-11-2020

Como Citar

MATTOS, C. P. de; CALDAS, L. C.; AZEVEDO, A. S. R. de; ESCAMILHA, I. M.; MESQUITA, G. M. de; PEIXOTO, E. L. Rede de agroturismo Altos da Serramar: uma alternativa de desenvolvimento local sustentável na bacia do rio Macaé, RJ, Brasil?. Revista Vértices, [S. l.], v. 22, n. 3, p. 517–533, 2020. DOI: 10.19180/1809-2667.v22n32020p517-533. Disponível em: https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/vertices/article/view/15526. Acesso em: 28 nov. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático: “Pensar e Fazer a Cidade: Educação e Desenvolvimento Local”