Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia: travessia para uma nova sociedade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.19180/1809-2667.v24n22022p337-349

Palavras-chave:

Ciência, Tecnologia, Educação Profissional e Tecnológica, Formação Integrada

Resumo

Este estudo tem o propósito de discutir sobre a ciência e tecnologia, como prerrogativas dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IF), de modo a enfatizar sua responsabilidade na formação integrada dos estudantes e não se lançar como mero braço estratégico do mercado e do capital. Para tanto, orientou-se na técnica bibliográfica, a partir de objetivos exploratórios e descritivos, privilegiando uma abordagem de análise crítica de matriz histórico-dialética. Está dividido em três partes: a) apresenta os procedimentos metodológicos; b) trata da ciência e tecnologia enquanto elementos que necessitam estar interligados na formação do sujeito nos IF; c) versa sobre a formação integrada nos IF. Constata-se que ensinar na Educação Profissional e Tecnológica requer um esclarecimento dos envolvidos sobre os desafios epistêmicos da produção do conhecimento científico e tecnológico, bem como do seu papel na construção de uma sociedade solidária, livre, justa e democrática, considerando a formação humana integrada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Taigra Biasi Donadel, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Farroupilha (IFFAR), Santa Maria/RS

Mestre pelo Programa de Pós-graduação em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT). Assistente em administração do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Farroupilha (IFFAR), Santa Maria/RS – Brasil. E-mail: taigra.donadel@iffarroupilha.edu.br

Ricardo Antonio Rodrigues, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Farroupilha (IFFAR) Campus Jaguari/RS

Pós-Doutor em Filosofia na área de Ética e Filosofia Política pela Universidade Federal de Pelotas (UFPEL). Doutor em Filosofia, Metafísica e Epistemologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Professor de Filosofia e do Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Farroupilha (IFFAR) Campus Jaguari/RS – Brasil. E-mail: ricardo.rodrigues@iffarroupilha.edu.br.

Ana Sara Castaman, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Porto Alegre/RS

Doutorado em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Professora no Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) e do Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT) – Porto Alegre/RS – Brasil. E-mail: ana.castaman@sertao.ifrs.edu.br.

Referências

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. 3. ed. Lisboa: Edições 70, 2011.

BYNUM, W. Uma breve história da ciência. Tradução Iuri Abreu. Porto Alegre: L&PM, 2018.

BRASIL. Presidência da República. Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 30 dez. 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11892.htm. Acesso em: 21 abr. 2021.

CASTAMAN, A. S.; HANNECKER, L. A. Currículo Integrado: pensando o ensino integrado nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia no Brasil. Educitec, v. 3, n. 5, p. 48-57, 2017. DOI: https://doi.org/10.31417/educitec.v3i05.245. Disponível em: https://sistemascmc.ifam.edu.br/educitec/index.php/educitec/article/view/245. Acesso em: 30 abr. 2021.

CASTAMAN, A. S.; RODRIGUES, R. A. Ensino Integrado: perspectivas e provocações. Revista Educação e Emancipação, São Luís, v. 13, n. 2, maio/ago. 2020. DOI: https://doi.org/10.18764/2358-4319.v13n2p133-151. Disponível em: http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/reducacaoemancipacao/article/view/14941. Acesso em: 21 abr. 2021.

CIAVATTA, M. A Formação integrada: a escola e o trabalho como lugares de memória e de identidade. In: FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M.; RAMOS, M. (org.). Ensino Médio Integrado: concepção e contradições. São Paulo: Cortez, 2005a. p. 83-105.

CIAVATTA, M. A formação integrada a escola e o trabalho como lugares de memória e de identidade. Revista Trabalho Necessário, v. 3, n. 3, p. 1-20, dez. 2005b. DOI: https://doi.org/10.22409/tn.3i3.p6122. Disponível em: https://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/6122. Acesso em: 30 abr. 2021.

CIAVATTA, M. Trabalho como princípio educativo. In: CIAVATTA, M. Dicionário da Educação Profissional em Saúde: verbetes. 2009. Disponível em: http://www.sites.epsjv.fiocruz.br/dicionario/verbetes/trapriedu.html. Acesso em: 18 mar. 2021.

DEMO, P. Educar pela pesquisa. Campinas, SP: Autores Associados, 1997.

DOMINGOS SOBRINHO, M. Editorial. Revista Brasileira de Educação Profissional e Tecnológica, Natal, v. 1, n. 1, p. 7-8, 2008. DOI: https://doi.org/10.15628/rbept.2008.2898. Disponível em: http://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/RBEPT/article/view/2898. Acesso em: 21 abr. 2021.

FRIGOTTO, G. Educação e trabalho: bases para debater a Educação Profissional emancipadora. Perspectiva, Florianópolis, v. 19, n. 1, p. 71-87, jan./jun. 2001. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/view/8463. Acesso em: 16 ago. 2022.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

HARARI, Y. N. Sapiens: uma breve história da humanidade. 11. ed. Porto Alegre: L&PM, 2016.

HOLTON, G. A imaginação científica. Rio de Janeiro: Zahar, 1979.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Fundamentos da Metodologia Científica. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

LUCENA, C. Educação e trabalho: interfaces do mercado. In: LOMBARDI, J. C. (org.) Temas de Pesquisa em Educação. São Paulo: HISTEDBR/Autores Associados, 2003. p. 143-159.

MORIN, E. Introdução ao pensamento complexo. Lisboa: Instituto Piaget, 1990.

MORIN, E. Os setes saberes necessários à educação do futuro. São Paulo: Cortez, 2000.

MORIN, E. A religação dos saberes: o desafio do século XXI. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2004a.

MORIN, E. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 2004b.

MORIN, E. Ciência com consciência. Rio Janeiro: Bertrand Brasil, 2014.

NOSELLA, P. A escola de Gramsci. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

PACHECO, E. Desvendando os institutos federais: identidade e objetivos. Educação Profissional e Tecnológica em revista, Vitória, v. 4, n. 1, p. 4-22, 2020. DOI: https://doi.org/10.36524/profept.v4i1.575. Disponível em: https://ojs.ifes.edu.br/index.php/ept/article/view/575. Acesso em: 30 abr. 2021.

PINHEIRO, N. A. M.; SILVEIRA, R. M. C. F.; BAZZO, W. A. O contexto científico-tecnológico e social acerca de uma abordagem crítico-reflexiva: perspectiva e enfoque. Revista Iberoamerica de Educación, v. 49, n. 1, mar. 2009. DOI: https://doi.org/10.35362/rie4912116. Disponível em: https://rieoei.org/RIE/article/view/2116. Acesso em: 30 abr. 2021.

RAMOS, M. Possibilidades e desafios na organização do currículo integrado. In: FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M.; RAMOS, M. (org.). Ensino médio integrado: concepção e contradições. São Paulo: Cortez, 2005. p. 106-127.

RAMOS, M. Concepção do ensino médio integrado à educação profissional. In. PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação. Superintendência da Educação. Departamento de Educação e Trabalho. O Ensino Médio Integrado à Educação Profissional: concepções e construções a partir da implantação na Rede Pública estadual do Paraná. Curitiba, SEED-PR, 2008.

RODRIGUES, R. A. O Ensino como Alfabetização Ética. Curitiba: Editora Brazil Publishing, 2019.

RODRIGUES, R. A.; SOUZA, F. L. R.; RIBEIRO. L. C. Filosofia e a história da ciência como estratégia para ressignificar o ensino no currículo integrado. Revista Contexto e Educação, Ijuí, v. 35, n. 112, p. 10-28, set./dez. 2020. DOI: https://doi.org/10.21527/2179-1309.2020.112.10-28. Disponível em: https://www.revistas.unijui.edu.br/index.php/contextoeducacao/article/view/10691. Acesso em: 30 abr. 2021.

SAVIANI, D. Sobre a concepção de politecnia. Rio de Janeiro: Fiocruz, 1989.

SAVIANI, D. História das Ideias Pedagógicas no Brasil. Campinas: Autores Associados, 2011.

SEVERINO, A. J. Metodologia do Trabalho Científico. 23. ed. rev. e atual. São Paulo: Cortez Editora, 2007.

TRICÁRIO, H. Algumas Reflexões sobre o Conteúdo e a Temática na Formação Continuada de Professores de Ciências. Campinas: Editora Autores Associados, 1996. p. 83-90.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

VIEIRA, J. A. et al. Ensino com pesquisa na educação profissional e tecnológica: noções, perspectivas e desafios. Revista Tempos Espaços Educ., São Cristóvão, Sergipe, Brasil, v. 12, n. 29, p. 279-298, abr./jun. 2019. DOI: https://doi.org/10.20952/revtee.v12i29.9306. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/revtee/article/view/9306. Acesso em: 30 abr. 2021.

Publicado

16-09-2022

Como Citar

DONADEL, T. B.; RODRIGUES, R. A.; CASTAMAN, A. S. Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia: travessia para uma nova sociedade. Revista Vértices, [S. l.], v. 24, n. 2, p. 337–349, 2022. DOI: 10.19180/1809-2667.v24n22022p337-349. Disponível em: https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/vertices/article/view/16336. Acesso em: 3 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático: “A pesquisa em Educação Profissional e Tecnológica: temas, abordagens e fontes”