Formação de professores e inclusão de pessoas com altas habilidades ou superdotação: um debate na educação profissional e tecnológica

Autores

  • Tertuliano Soares e Silva https://orcid.org/0000-0003-3101-351X
  • Maylta Brandão dos Anjos Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), Rio de Janeiro/RJ

DOI:

https://doi.org/10.19180/1809-2667.v24n22022p622-633

Palavras-chave:

Formação de Professores, Pessoas com Altas Habilidades ou Superdotação, Educação Profissional e Tecnológica

Resumo

O artigo traça um caminho metodológico de revisão bibliográfica e tem como ponto de partida a reflexão sobre a inclusão de pessoas com altas habilidades ou superdotação (AH ou SD) e a formação de professores na perspectiva do Ensino Médio Integrado (EMI) na Educação Profissional e Tecnológica. Tem por referência dados sobre essa realidade na Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (RFEPCT). Conclui que o docente na EPT que está em campo no EMI ou nos cursos superiores oferecidos por todo o Brasil precisa estar em constante aperfeiçoamento para lecionar e contribuir para a inclusão e emancipação humana de seus alunos. Isso consiste, também, em reconhecer, identificar e atender alunos com AH ou SD em suas comunidades escolares para que atendam as potencialidades e as desenvolvam.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tertuliano Soares e Silva

Doutorando em Educação pela Universidade Católica de Petrópolis (UCP) – Petrópolis/RJ – Brasil. E-mail: tertuliano@tertuliano.pro.br.

Maylta Brandão dos Anjos, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), Rio de Janeiro/RJ

Doutora em Ciências Sociais pelo CPDA da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Professora da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), Docente e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação Profissional e Tecnológica do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro/RJ – Brasil. E-mail: maylta.anjos@unirio.br.

Referências

ANJOS, M. B. Educação profissional e tecnológica: a prática pedagógica como veículo da liberdade. Revista Humanidades & Inovação, Rio de Janeiro, v. 8, n. 53, p. 258-273, 2021.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei n.º 9.394, 1996. Brasília: Conselho Nacional de Educação, 1996.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Profissional Técnica de Nível Médio. Resolução CNE/CEB n.º 6, de 20 de setembro de 2012. Brasília, Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, 21 de setembro de 2012.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais. Sinopse Estatística da Educação Básica 2019. Brasília: Inep, 2020. Disponível em: https://www.gov.br/inep/pt-br/acesso-a-informacao/dados-abertos/sinopses-estatisticas/educacao-basica. Acesso em: 20 mar. 2022.

BRUNO, G. S. N. Desafio escolar na educação profissional e tecnológica: estratégias de atuação com alunos com altas habilidades/superdotação. 2020. 125 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica, Instituto Federal do Rio Grande do Sul Campus Porto Alegre, Porto Alegre, 2020.

CORDÃO, F. A.; MORAES, F. Educação profissional no Brasil: síntese histórica e perspectivas. São Paulo: Ed. Senac, 2017.

FRANCO, M. C. A formação de professores para a educação profissional e tecnológica: perspectiva histórica e desafios contemporâneos. In: Formação de professores para educação profissional e tecnológica. Brasília: INEP/MEC, 2008. v. 8, p. 41-65. (Coleção Educação Superior em Debate).

FRIGOTTO, G.; CIAVATTA, M.; RAMOS, M. (org.). Ensino médio integrado: concepção e contradições. São Paulo: Cortez, 2012.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa? 6. ed. São Paulo: Atlas, 2018.

METTRAU, M. B. Inteligência: Patrimônio Social. Rio de Janeiro: Dunya/Qualitymark, 2000.

MORAES, G. H. Identidade de escola técnica vs. vontade de universidade: a formação da identidade dos Institutos Federais. 2016. 356 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de Brasília, Brasília, 2016.

PASSERINO, L. M. ; PEREIRA, A. C. C. Educação, Inclusão e Trabalho: um debate necessário. Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 39, n. 3, p. 831-846, 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/j/edreal/a/4X5NCmXk4V8xxgkhY67ySDk/?lang=pt#. Acesso em: 14 mar. 2021.

RECH, A. J. D. A organização do atendimento educacional especializado para o aluno com altas habilidades/superdotação. In: PAVÃO, A. C. O.; PAVÃO, S. M. O.; NEGRINI, T. (org.). Atendimento educacional especializado para as altas Habilidades/Superdotação. Santa Maria: Facos; UFSM, 2018. p. 157-184. Disponível em: https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/18762/Atendimento%20Educacional%20Especializado%20para%20as%20Altas%20Habilidades%20Superdota%C3%A7%C3%A3o.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 27 jul. 2022.

REIS, H. M. M. S. Educação Inclusiva é para todos? A (falta de) formação docente para Altas Habilidades/Superdotação no Brasil. 2006. 268 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2006.

RENZULLI, J. S. Reflections on my work: the identification and development of creative of creative/productive giftedness. In: DAI, D. Y.; STERNBERG, R. J. (org.). Scientific Inquiry into human potential: historical and contemporary perspectives across disciplines. [S. l.: s. n.], 2021. p. 197-211.

SILVA, S. S. Recomendações para a formação de professores da educação profissional de nível médio. 2020. 132 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica, Instituto Federal de Santa Catarina Campus Florianópolis, 2020.

SOFFNER, R. Desenvolvimento, aprimoramento e consolidação de uma educação de qualidade: diretrizes curriculares nacionais para a formação de professores da Educação Profissional Técnica de Nível Médio. Brasília: CNE/UNESCO, 2014. p. 79 (Projeto 914BRZ1142.3 CNE/UNESCO) Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=1589 0-formacao-professores-educacao-profissional-produto-1-pdf&category_slug=junho2014-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 17 ago. 2021.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 13. ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

Publicado

16-09-2022

Como Citar

SILVA, T. S. e; ANJOS, M. B. dos. Formação de professores e inclusão de pessoas com altas habilidades ou superdotação: um debate na educação profissional e tecnológica. Revista Vértices, [S. l.], v. 24, n. 2, p. 622–633, 2022. DOI: 10.19180/1809-2667.v24n22022p622-633. Disponível em: https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/vertices/article/view/16969. Acesso em: 3 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático: “A pesquisa em Educação Profissional e Tecnológica: temas, abordagens e fontes”