Estresse luminoso em plântulas de jequitibá-rosa (Cariniana legalis, Lecythidaceae): monitoramento da capacidade de aclimatação fotossintética sob duas intensidades de luz

  • Tatiane de Oliveira Vieira
  • Frederico Lage-Pinto
  • Douglas Rodrigues Ribeiro
  • Thaís dos Santos Alencar
  • Angela Pierre Vitória
Palavras-chave: Secundária tardia. Fotoinibição. Ecofisiologia.

Resumo

O conhecimento da capacidade de aclimatação e estabelecimento das espécies vegetais é importante para a implementação de programas de manejo e restauração ecológica de ecossistemas degradados. Estudos ecofisiológicos foram realizados (trocas gasosas, fluorescência da clorofila a e teores de pigmentos fotossintéticos) para avaliar o efeito da intensidade luminosa sobre a atividade e capacidade fotossintética de jequitibá-rosa (Cariniana legalis Mart. Kuntze). As respostas das plântulas submetidas à condição de pleno sol sugerem que a radiação direta pode ter sido um fator estressante para a espécie, afetando seu desempenho, embora tenha sido verificada aclimatação da capacidade fotossintética em função da maior intensidade luminosa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tatiane de Oliveira Vieira
Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro - UENF, com ênfase em ecologia vegetal - ecofisiologia do estresse, atualmente é Mestranda do programa de Pós-Graduação em Ecologia e Recursos Naturais (PPGERN) pela UENF, Campos dos Goytacazes-RJ, Brasil.
Frederico Lage-Pinto
Doutorando em Ecologia e Recursos Naturais pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro – UENF, Campos dos Goytacazes-RJ, Brasil.
Douglas Rodrigues Ribeiro
Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Recursos Naturais pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro – UENF, Campos dos Goytacazes-RJ, Brasil.
Thaís dos Santos Alencar
Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro – UENF, Camposdos Goytacazes-RJ, Brasil.
Angela Pierre Vitória
Atualmente é secretária da Sociedade Brasileira de Fisiologia Vegetal (gestão 2009-2011) e Profa. Associada na Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro – UENF, Campos dos Goytacazes-RJ, Brasil.
Publicado
22-12-2011
Como Citar
VIEIRA, T. DE O.; LAGE-PINTO, F.; RIBEIRO, D. R.; ALENCAR, T. DOS S.; VITÓRIA, A. P. Estresse luminoso em plântulas de jequitibá-rosa (Cariniana legalis, Lecythidaceae): monitoramento da capacidade de aclimatação fotossintética sob duas intensidades de luz. Revista Vértices, v. 13, n. 3, p. 129-142, 22 dez. 2011.
Seção
Artigos Originais