Assistência Social e Cidadania: Um diálogo necessário

Autores

  • Érica T. Vieira de Almeida UFF/Campos dos Goytacazes

DOI:

https://doi.org/10.5935/1809-2667.20040002

Palavras-chave:

Cidadania, Assistência social, Direitos sociais, Democracia

Resumo

A tese de um conjunto de assistentes sociais sobre a assistência como um direito social e conquista da cidadania, publicada na metade dos anos 80, tornou-se hegemônica no serviço social brasileiro, na medida em que se apresentava como uma alternativa tanto ao serviço social alternativo quanto às práticas conservadoras e assistencialistas. No entanto, formulada no calor do processo de redemocratização política, esta tese carecia não apenas de uma teoria da cidadania, como também de uma análise mais profunda da conjuntura de transição, sobretudo dos limites econômicos e políticos impostos à efetivação da cidadania no Brasil com o processo de mundialização do capital e o ajuste estrutural. É exatamente esta a proposta deste artigo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Érica T. Vieira de Almeida, UFF/Campos dos Goytacazes

Professora Assistente do Instituto de Ciências da Soc. e Desenvolvimento Regional UFF/Campos dos Goytacazes, Mestre e Doutoranda em Serviço Social pela UFRJ. E-mail: ericalmeida@uol.com.br.

Referências

ABREU, Haroldo B. de. A cidadania na sociedade capitalista: um estudo sobre a legitimação da ordem. (Dissertação de Mestrado). UFRJ, Rio de Janeiro, 1994.

ABREU, Haroldo B. de. O contexto histórico-social da crise dos padrões de regulação sócio-estatal. Praia Vermelha. Estudos de Política e Teoria Social, UFRJ, Rio de Janeiro, v.1, n. 1, 1. sem. 1997, p. 49-74.

ANTUNES, Ricardo. Adeus ao trabalho? Ensaio sobre as metamorfoses e a centralidade do mundo do trabalho. São Paulo: Cortez: Unicamp, 1995.

BARBALET, J. M. A cidadania. Lisboa: Estampa, 1989.

BENEVIDES, M.V. M. A cidadania ativa . 2. ed. SP: Ática, 1996.

BHERING, Elaine R. Política social e capitalismo contemporâneo: um balanço crítico-bibliográfico. Rio de Janeiro: UFRJ, 1993.

CHAUÍ, Marilena. Cultura e democracia. 5. ed. São Paulo: Cortez, 1990.

CHESNAIS, François. A mundialização do capital. São Paulo: Xamã,1996.

COUTINHO, Carlos Nelson. Marxismo e política: a dualidade de poderes e outros ensaios. São Paulo: Cortez, 1994.

COUTINHO, Carlos Nelson. Gramsci. Um estudo sobre o seu pensamento político. Rio de Janeiro: Campus, 1989.

COUTINHO, Carlos Nelson. Notas sobre cidadania e modernidade. Praia Vermelha. Estudo de Política e Teoria Social, UFRJ, Rio de Janeiro, v. 1, n. 1, 1. sem.1997, p.145-165.

COUTINHO, Carlos Nelson. Democratização como valor universal. Proposta. FASE, Rio de Janeiro,1994, ano 22, n. 61, p. 49-57.

COUTINHO, Carlos Nelson. Atualidade de Gramsci. Disponível em: http://www.artnet.com.br/gramsci. Acessado em 1999.

DAGNINO, Evelina (Org.). Anos 90: política e sociedade no Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1994.

IAMAMOTO, M. Renovação e conservadorismo no serviço social. São Paulo: Cortez, 1992.

LEITE, Márcia da S. P. Que cidadãos somos e seremos nós. Proposta. FASE, Rio de Janeiro, n. 57, jul.1993, p. 9-18.

MARSHALL, T. H. Cidadania, classe social e status. Rio de Janeiro: Zahar, 1967.

MARX, Karl. A miséria da filosofia. São Paulo: Global, 1985.

MARX, Karl. Obras fundamentais: los escritos de juventud. México: Fondo de Cultura Económica, 1982.

MENEZES, Maria Thereza e Gomes de. Políticas sociais de assistência pública no Brasil: em busca de uma teoria perdida. Rio de Janeiro: UFRJ, 1992.

MOTA, Ana Elizabete da. Cultura da crise e seguridade social: um estudo sobre as tendências da Previdência e da Assistência Social brasileira nos anos 80 e 90. São Paulo: Cortez, 1995.

MOTA, Ana Elizabete da. Assistência social entre a produção e a reprodução social.Assistência Social: polêmicas e perspectivas, Cadernos PUC/SP, n. 2, abril 1995.

NETTO, José Paulo. Capitalismo monopolista e serviço social. São Paulo: Cortez, 1992.

NETTO, José Paulo. Ditadura e serviço social: uma análise do serviço social pós-64. São Paulo: Cortez, 1991.

OLIVEIRA, Francisco de. Os direitos do antivalor: a economia política da hegemonia imperfeita. Petrópolis, RJ: Vozes, 1998.

PEREIRA, P. A. A assistência social no Brasil contemporâneo: dilemas e perspectivas de uma política social relutante. Assistência Social: polêmicas e perspectivas, Cadernos PUC/SP, n. 2, abril de 1995.

POLANYI, K. A grande transformação. As origens da nossa época. 3. ed. Rio de Janeiro: Campus, 1980.

PRZEWORSK, A. Capitalismo e social-democracia. SP: Companhia da Letras, 1989.

RAICHELIS, Raquel. Esfera pública e conselhos de assistência social: caminhos da construção democrática. São Paulo: Cortez, 1998.

SADER, Emir; GENTILI, Pablo (Orgs.). Pós–neoliberalismo: as políticas sociais e o Estado democrático. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995.

SANTOS,W. G. dos. Cidadania e justiça. 3. ed. Rio de Janeiro: Campus, 1994.

SCHONS, Selma Maria. Assistência social entre a ordem e a “desordem”. São Paulo: Cortez, 1999.

SPOSATI, Aldaíza. Os direitos dos desassistidos sociais. São Paulo: Cortez, 1989.

SPOSATI, Aldaíza. (Coord.). Carta-tema . A assistência social no Brasil (1983 1990). São Paulo: Cortez, 1991.

SPOSATI, Aldaíza et al. Assistência na trajetória das políticas sociais brasileiras. São Paulo: Cortez, 1985.

YASBEK, Maria Carmelita. Classes subalternas e assistência social. São Paulo: Cortez, 1993.

Downloads

Como Citar

ALMEIDA, Érica T. V. de. Assistência Social e Cidadania: Um diálogo necessário. Revista Vértices, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 27–64, 2010. DOI: 10.5935/1809-2667.20040002. Disponível em: https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/vertices/article/view/1809-2667.20040002. Acesso em: 7 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais