Potencial de mitigação da emissão de gases de efeito estufa e enquadramento em Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) de empreendimento de uso do biogás como fonte energética em cadeia produtiva de frango de corte

Autores

  • Adriano Henrique Ferrarez Instituto Federal Fluminense
  • Delly Oliveira Oliveira Filho UFV
  • Adílio Flauzino de Lacerda Filho UFV
  • José Márcio Costa UFV
  • Fabrício Rodrigues Segui Aparisi

DOI:

https://doi.org/10.5935/1809-2667.20100020

Palavras-chave:

Energia renovável, Mecanismo de desenvolvimento limpo, Certificados de emissões reduzidas

Resumo

As ações humanas têm alterado a biosfera. O aumento de gases de efeito estufa (GEE) na atmosfera está fazendo a temperatura no planeta subir. O aquecimento global implicará mudanças climáticas, ecológicas, econômicas e sociais. Os Mecanismos de Desenvolvimento Limpo (MDL) permitem que os países industrializados financiem projetos de redução de emissões de GEE em países em desenvolvimento. O objetivo deste trabalho foi demonstrar que o biogás usado como fonte energética na Cadeia Produtiva de Frango de Corte é um projeto elegível no âmbito do MDL. A receita obtida da comercialização dos Certificados de Emissões Reduzidas pode ser usada no financiamento da planta de geração de energia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriano Henrique Ferrarez, Instituto Federal Fluminense

Mestre em Engenharia Agrícola (Energia na Agricultura) pela UFV. Professor de Física do Instituto Federal Fluminense, Campus Itaperuna

Delly Oliveira Oliveira Filho, UFV

Ph.D. em Electrical Engineering pela McGill University Canadá. Professor do Departamento de Engenharia Agrícola da UFV.

Adílio Flauzino de Lacerda Filho, UFV

Doutor em Agronomia (Energia na Agricultura) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Professor do Departamento de Engenharia Agrícola da UFV.

José Márcio Costa, UFV

Doutor em Engenharia Agrícola (Energia na Agricultura) pela UFV. Professor do Departamento de Engenharia Agrícola da UFV.

Fabrício Rodrigues Segui Aparisi

Estudante de Engenharia Ambiental da UFV.

Referências

AMARAL, W. A. N. Mudanças climáticas, mercado de carbono e potencialidades do Brasil para desenvolvimento de projetos para Mecanismo de Desenvolvimento Limpo. Preços Agrícolas, v.14, n.155, p.7-9, 1999.

ANGONESE, A. R., CAMPOS, A. T., WELTER, R. A. Potencial de redução de emissão de equivalente de carbono de uma unidade suinícola com biodigestor. Eng. Agríc., Jaboticabal, v.27, n.3, p.648-657, set./dez.2007.

BRASIL. Ministério da Ciência e Tecnologia. Mudanças Climáticas: Protocolo de Quioto. Disponível em: <http://www.mct.gov.br/índex.php?content/view/4457.html>. Acesso em: out. 2006. Quioto. Disponível em: <http://www.mct.gov.br/index.php/content/view/4457.html>. Acesso em out. 2006.

BRASIL. Empresa de Pesquisa Energética. Balanço Energético Nacional 2009 – Ano base 2008: resultados Preliminares. Rio de Janeiro: EPE, 2009. 48p.

CENBIO. Centro Nacional de Referência em Biomassa. Medidas mitigadoras para a redução de emissões de gases de efeito estufa na geração termelétrica. Brasília: Dupligráfica Editora, 2000a. 222 p.

CHANG, M. Y. Seqüestro de Carbono Florestal: oportunidades e riscos para o Brasil. R. paran. Desenv., Curitiba, n. 102, p. 85-101, jan./jun. 2002.

DAMASCENO, M. A. Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima. In: SOUZA, R. P. (Coord.). LEXNET. Aquecimento Global e Créditos de Carbono: Aspectos Jurídicos e Técnicos. São Paulo: Quartier Latin, 2007.

GUARDIAN. Disponível em: <http://environment.guardian.co.uk>. Acesso em set. 2009.

IPCC. Intergovernmental Panel On Climate Changes. IPCC Guidelines for National Greenhouse Inventories: Reference Manual. [Sl]: Bracknell, 1996.

IPCC. Intergovernmental Panel on Climate Change. Summary for Policymakers: a report of Working Group I of the Intergovernmental Panel on Climate Change. Terceiro Relatório de Avaliação do IPCC. Grupo 3. Shangai, 2001.

LIMA, M. A. Agropecuária brasileira e as mudanças climáticas globais: Caracterização do problema, oportunidades e desafios. Cadernos de Ciência & Tecnologia, Brasília, v.19, n. 3, p.451-472, set./dez. 2002.

MANFRINATO, W. Mudanças Climáticas: ações e perspectivas para o novo milênio. Qualidade de Vida, v. 1, n. 6, 1999.

MIGUEZ, J. M. O Brasil e o Protocolo de Quioto. Cenbio Notícias, v.3, n. 8, 2000.

NOTÍCIA proibida. Disponível em: http:// www.noticiaproibida.org. Acesso em: ago. 2009.

PECORA, V. Implantação de uma Unidade Demonstrativa de Geração de Energia Elétrica a partir de biogás de estação de tratamento de esgoto residencial da USP: estudo de caso. 152 p. 2006. Dissertação (Mestrado) - Universidade de São Paulo. Programa Interunidades de Pós Graduação em Energia (PIPGE), 2006.

ROCHA, M. T. Aquecimento global e o mercado de carbono: uma aplicação do modelo CERT, Piracicaba: ESALQ/USP, 2003. 146 p.

VELA, J. A. A., FERREIRA, E. Vantagem Competitiva do Brasil nos Projetos de MDL. In: ENGEMA. Encontro sobre Empresarial e Meio Ambiente , 8., 2005, Rio de Janeiro. Anais...

VIOLA, E. A participação do Brasil no Protocolo de Quioto. Carta Internacional, São Paulo, USP, v. 10, n. 107/108, p. 16-18, jan./fev. 2002.

Downloads

Publicado

07-12-2010

Como Citar

FERRAREZ, A. H.; OLIVEIRA FILHO, D. O.; LACERDA FILHO, A. F. de .; COSTA, J. M.; APARISI, F. R. S. Potencial de mitigação da emissão de gases de efeito estufa e enquadramento em Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) de empreendimento de uso do biogás como fonte energética em cadeia produtiva de frango de corte. Revista Vértices, [S. l.], v. 12, n. 3, p. 41–58, 2010. DOI: 10.5935/1809-2667.20100020. Disponível em: https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/vertices/article/view/1809-2667.20100020. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais