Jeca Tatu: retrato de um país desigual

  • Ingrid Ribeiro da Gama Rangel
Palavras-chave: Jeca Tatu. Cultura caipira. Diversidade. Desigualdade.

Resumo

Este artigo aborda a importância da comunicação e da literatura na formação da sociedade. Por meio do personagem de Monteiro Lobato – Jeca Tatu – são feitas considerações sobre o conformismo, a política cultural equivocada e a vida degradante em que viveram, e ainda vivem, muitos brasileiros. Também é abordada a necessidade de se preservar a cultura caipira sem confundir diversidade cultural com desigualdade social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ingrid Ribeiro da Gama Rangel
Jornalista e pedagoga, mestranda em “Cognição e Linguagem” na Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro e professora do núcleo pedagógico no Instituto Federal Fluminense.
Como Citar
RANGEL, I. R. DA G. Jeca Tatu: retrato de um país desigual. Revista Vértices, v. 13, n. 1, p. 61-72, 11.
Seção
Artigos Originais

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##