A memória da formação docente em Campos dos Goytacazes: o caso da Escola Normal (1947-1954)

Autores

  • Fernanda Serafim Agum Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.5935/1809-2667.20110033

Palavras-chave:

Formação docente, Escola Normal, História oral

Resumo

Este trabalho busca “remontar” uma parte da trajetória de uma instituição pública de formação docente de grande relevância para a cidade de Campos dos Goytacazes e toda a região Norte Fluminense, a Escola Normal, que funcionava anexa ao Liceu de Humanidades de Campos, no período de 1947 a 1954. Esse período foi escolhido devido à mudança curricular decorrente da Lei Orgânica do Ensino Normal, promulgada pelo Governo Federal em 2 de janeiro de 1946. A metodologia utilizada englobou a busca de fontes oficiais primárias e a história oral, com o objetivo de compor novos documentos e recuperar memórias acerca da Instituição. Dessa forma, pudemos, por meio das lembranças das ex-alunas entrevistadas, saber um pouco mais sobre o cotidiano da escola, os saberes, os mestres, entre outros, na visão das pessoas que por ali passaram parte de sua vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Serafim Agum, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Técnica em Assuntos Educacionais na Universidade Federal do Rio de Janeiro campus Macaé, Pós-Graduada em Literatura, Memória Cultural e Sociedade pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense campus Campos-Centro, aluna do Mestrado em Políticas Sociais pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Campos dos Goytacazes-RJ, Brasil. E-mail: fernanda.agum@gmail.com.

Referências

AGUM, Fernanda Serafim. O Curso Normal do Liceu de Humanidades de Campos: história, memória, imagens (1947-1954). Monografia (Graduação) - UENF, Campos dos Goytacazes, RJ, 2006.

AMADO, Janaína; FERREIRA, Marieta de Moraes. In: Janaína Amado e Marieta de Moraes Ferreira (Coord). Usos & abusos da história oral..). Rio de Janeiro: Editora da Fundação Getúlio Vargas, 1996.

BOSI, Ecléa. Sugestões para um jovem pesquisador. In: BOSI, Ecléa. O tempo vivo da memória: ensaios de psicologia social. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003.

DELGADO, Lucilia de Almeida Neves. História oral e narrativa: tempo, memória e identidades. Revista História Oral – Revista da ABHO, São Paulo, n.6, jun. 2003.

GHEMAT/SP. Os Exames de admissão ao ginásio 1931-1969. CD-ROM. São Paulo, SP, Brasil, (sem data).

LE GOFF, Jacques. Memória. Enciclopédia Einaudi, 1. Lisboa: Imprensa Nacional/Casa da Moeda, 1984.

LEITE, Kílvia. Aspectos da “cultura escolar” da Escola de Professores no contexto histórico do Estado Novo. Relatório (Iniciação Científica) - LEEL, UENF, 2004.

MARTINEZ, Silvia Alícia. A Escola Normal de Campos: uma trajetória na formação de professores no Norte Fluminense (1894-1954). Relatório de Pesquisa - LEEL, UENF, 2004.

ROMANELLI, Otaíza de Oliveira. A organização do ensino e o contexto sócio-político após 1930. In: ROMANELLI, Otaíza de Oliveira. História da Educação no Brasil (1930/1973). 29ª ed. Petrópolis, RJ: Editora Vozes, 2005.

SOUZA, Rosa Fátima de. Os pilares da República. In: SOUZA, Rosa Fátima de. Templos de Civilização: a implantação da escola primária graduada no Estado de São Paulo: 1890– 1910. São Paulo: Fundação Editora da UNESP, 1998.

TANURI, Leonor Maria. História da Formação de Professores. Revista Brasileira de Educação, n. 14, maio/jun./jul./ago. 2000.

VILLELA, Heloísa. A Primeira Escola Normal do Brasil. In: Clarice Nunes (Org.). O passado sempre presente. São Paulo: Cortez, 1992.

Downloads

Publicado

22-12-2011

Como Citar

AGUM, F. S. A memória da formação docente em Campos dos Goytacazes: o caso da Escola Normal (1947-1954). Revista Vértices, [S. l.], v. 13, n. 3, p. 189–204, 2011. DOI: 10.5935/1809-2667.20110033. Disponível em: https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/vertices/article/view/1809-2667.20110033. Acesso em: 4 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos Originais