Envelhecimento populacional e política de saúde: contribuições para a reflexão acerca dos desafios que o processo de envelhecimento populacional traz para a definição da agenda da política de saúde pública brasileira

Autores

  • Juliana Aguiar Santana Universidade Federal Fluminense (UFF)

DOI:

https://doi.org/10.5935/1809-2667.20120061

Palavras-chave:

Envelhecimento populacional, Políticas públicas, Política de saúde

Resumo

O presente trabalho é fruto de um estudo realizado para a obtenção do título de Especialista em Gestão em Saúde Pública e tem como objetivo analisar os desafios que o processo de envelhecimento populacional traz para a definição da agenda da política de saúde pública brasileira. Concluiu-se que há necessidade de investimento em programas que visem à saúde dos idosos, a capacitação de cuidadores e de profissionais de saúde para atendimento a essa demanda. Além disso, é preciso que haja o protagonismo dos idosos para que as suas necessidades sejam contempladas na agenda da política de saúde brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Aguiar Santana, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Assistente Social da Universidade Federal Fluminense - Polo Universitário de Camposdos Goytacazes (PUCG) e da Prefeitura Municipal de Macaé (PMM). Bacharel em Serviço Social (UFF). Especialista em Gestão em Saúde Pública(UFF). Pós graduanda em Administração Pública (UFF). Pós graduanda em Saúde do idoso e Gerontologia (UCAM/AVM) - Campos dos Goytacazes/ RJ - Brasil. E-mail: julianaaguiar.santana@gmail.com.

Referências

ALCOFORADO, C. L. G et al. Idosos hospitalizados: qual o custo efetividade para o Sistema Único de Saúde (SUS)? In: Congresso Brasileiro de Enfermagem , 61., 2009, Fortaleza.

AZEVEDO, Mônica Cordeiro de Azevedo; GAZETTA, Maria Luiza Barca; SALIMENE, Arlete Camargo de Melo. Envelhecimento e participação social. Actafisiatrica, São Paulo, USP, v. 3, n. 10, p. 102-106, 2003. Disponível em: < www.actafisiatrica.org.br/.../secure/.../ acta_v10_n03_102_106.pdf.>. Acesso em: 17 Dez 2011.

BEREBSTEIN. C. K; WAJNMAN, S. Efeitos da estrutura etária nos gastos com internação no Sistema Único de Saúde: uma análise de decomposição para duas áreas metropolitanas brasileiras. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, FIOCRUZ, v. 24, n. 10, p. 2301-2313, Out. 2008.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal, 1988.

BRASIL. Lei no 8.842, de 4 de Janeiro de 1994. Dispõe sobre a política nacional do idoso, cria o Conselho Nacional do Idoso e dá outras providências. Brasília, 4 de janeiro de 1994.

BRASIL. Lei no 10.741, de 1º de Outubro de 2003. Dispõe sobre o Estatuto Nacional do Idoso e dá outras providências. Brasília, 1º de outubro de 2003.

BRASIL. Ministério da Saúde. Política Nacional de Saúde do Idoso. Brasília, 1999.

BRASIL. Ministério da Saúde. Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa. Brasília, 2006.

BRASIL. Ministério da Saúde. Atenção à saúde da pessoa idosa e envelhecimento. Brasília: Ministério da Saúde/ Secretaria de Atenção à Saúde/ Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas/ Área Técnica Saúde do Idoso, 2010.

CAMARANO, Ana Amélia (Org.). Muito além dos 60: os novos idosos brasileiros. Rio de Janeiro: IPEA, 1999.

CAMARGOS, M. C. S; ALVES, L.C. Implicações do envelhecimento populacional no sistema de saúde: uma análise da demanda e dos custos com internação hospitalar no SUS no estado de minas gerais em 1998. In: Encontro Nacional de Estudos Populacionais , 14., 20- 24 de Set 2004, Caxambú- MG. Caxambu, MG: ABEP, 2004.

CARBONI, M. C; REPPETO, M. A. Uma reflexão sobre a assistência à saúde do idoso no Brasil. Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 9, n. 1, p. 251-260, 2007.

GIATTI, L; BARRETO, S. M. Saúde, trabalho e envelhecimento no Brasil. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, FIOCRUZ, v. 19, n. 3, p. 759-771, maio/jun. 2003.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. IBGE. Sobre a condição de saúde dos idosos: indicadores selecionados: Indicadores sociodemográficos e de saúde no Brasil, 2009.

MENDES, Márcia R. S. S. et al. A situação social do idoso no Brasil: uma breve consideração. Acta Paul Enfermagem, São Paulo, USP, v. 18, n. 4, p. 422-426, 2005.

NUNES, A. T. G. L. Serviço Social e universidade de terceira idade: uma proposta de participação social e cidadania para os idosos. Textos Envelhecimento, Rio de Janeiro, UNATI/UERJ, v. 3, n. 5, 2001.

NUNES, André. O envelhecimento populacional e as despesas do Sistema Único de Saúde. In: CAMARANO, A. A. (Org.). Os novos idosos brasileiros: muito além dos 60? Rio de janeiro: Ipea, 2004. p.427-450.

PASCHOAL, S. M. P. Diminuição da capacidade funcional, fragilização e dependência. In: BORN, Tomiko (Org.). Cuidar melhor e evitar a violência: manual de cuidador da pessoa idosa. Brasília: Secretaria Especial dos Direitos Humanos/ Subsecretaria de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos, 2008.

PEIXOTO, S. V. et al. Custo das internações hospitalares entre idosos brasileiros no âmbito do Sistema Único de Saúde. Revista Epidemiologia e Serviços de Saúde, Brasília: Ministério da Saúde, v. 13, n. 4, p. 229-238, 2004.

QUEIROZ, Z. P. V. Participação Popular na velhice: possibilidade real ou mera utopia? O mundo da Saúde, São Paulo, Faculdades Integradas São Camilo, v. 23, n. 4, p. 204-213, jul./ago. 1999.

RUA, Maria das Graças. Políticas Públicas. Florianópolis: UFSC; Brasília: CAPES: UAB, 2009.

SÁ, J. L. M. de. Da Universidade da Terceira Idade para a Comunidade: Educação Popular X Educação Acadêmica. Cadernos de Serviço Social, Campinas, PUC, v. 8 (edição especial), p. 12-39, 1998.

TELLES, José Luiz. Políticas de saúde para os idosos no Brasil. Disponível em: www.esesjd.uevora.pt. Acesso em: 31 Mar 2012.

UNITED NATIONS. World population prospects: the 2002 revision. New York: Department of Economic and Social Affairs – Population Division, 2003.

VERAS, Renato. Pais jovem com cabelos brancos: a saúde do idoso no Brasil. Rio de Janeiro: Relume Dumará/UERJ, 1994.

WONG, Laura L. Rodríguez; CARVALHO, J. A. O rápido processo de Envelhecimento populacional do Brasil: sérios desafios para as políticas públicas. Revista brasileira de estudos populacionais, São Paulo, v. 23, n. 1, p. 05-26, Jan./June 2006.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Envelhecimento ativo: uma política de saúde. World health Organization; tradução Suzana Gontijo. Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde, 2005.

Downloads

Publicado

02-05-2013

Como Citar

SANTANA, J. A. Envelhecimento populacional e política de saúde: contribuições para a reflexão acerca dos desafios que o processo de envelhecimento populacional traz para a definição da agenda da política de saúde pública brasileira. Revista Vértices, [S. l.], v. 14, n. 3, p. 85–102, 2013. DOI: 10.5935/1809-2667.20120061. Disponível em: https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/vertices/article/view/1809-2667.20120061. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais