Projetos profissionais do serviço social e da psicologia nos CRAS: uma articulação bem sucedida?

Autores

  • Jonis Manhães Sales Felippe

DOI:

https://doi.org/10.5935/1809-2667.20130009

Palavras-chave:

Projetos profissionais, Interdisciplinaridade, Competências e atribuições profissionais

Resumo

Este trabalho é síntese de uma pesquisa qualitativa realizada a partir de estudos sobre as legislações profissionais, os documentos e diretrizes da Política de Assistência Social e da coleta de dados e registros nos Centros de Referência da Assistência Social em Campos dos Goytacazes – RJ. A pesquisa em questão buscou mapear como estão delimitados os espaços de atuação de assistentes sociais e psicólogos no sistema de proteção básica da referida política neste município, uma vez que, nas ações de fiscalização do CRESS- Seccional Campos, foram identificadas possíveis indefinições entre as atribuições do Serviço Social e as da Psicologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jonis Manhães Sales Felippe

Graduado em Serviço Social pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e mestrando em Serviço Social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). E-mail: jonis3@oi.com.br.

Referências

ANTUNES, R. Os modos de ser da informalidade: rumo a uma nova era da precarização estrutural do trabalho? Serviço Social & Sociedade, São Paulo: Cortez, n.107, p. 405419, 2011.

BEHRING, E. Expressões políticas da crise e as novas configurações do Estado e da sociedade civil. In: CFESS/ABEPSS. (Orgs.). Serviço Social: direitos sociais e competências profissionais. Brasília: CFESS/ABEPSS, 2009.

BRASIL. Decreto 53.464 de 1964, Regulamenta a Lei nº 4.119 de 1962, que dispõe sobre a profissão de psicólogo. Disponível em <http://legis.senado.gov.br/legislacao/Lista Normas.action?numero=53464&tipo_norma=DEC&data=19640121&link=s>. Acesso em: 20 set. 2012.

BRASIL. Lei nº 8.662 de 1993, Dispõe sobre a profissão de Assistente Social e Dá outras providências. Disponível em http://www.cfess.org.br/arquivos/legislacao_lei_8662. pdf. Acesso em: 20 set. 2012.

BRASIL. Norma Operacional Básica de Recursos Humanos do Sistema Único de Assistência Social (NOB-RH/SUAS). Brasília, 2006.

BRASIL. Política Nacional de Assistência Social (PNAS). Brasília, 2004.

BRASIL. Catálogo brasileiro de ocupações: Atribuições profissionais do psicólogo no Brasil. Disponível em: http://www.pol.org.br/pol/export/sites/default/pol/legislacao/legislacaoDocumentos/atr_prof_psicologo_cbo.pdf. Acesso em: 20 set. 2012.

CFESS. Assistentes Sociais no Brasil: Elementos para o estudo do perfil profissional. Brasília, 2005. CFP e CFESS. Parâmetros para atuação de assistentes sociais e psicólogos(as) na Política de Assistência Social. Brasília: CFP/CFESS, 2007.

CRUZ, J. M. Práticas psicológicas em Centros de Referência da Assistência Social (CRAS). Psicologia &m foco, Aracaju: Faculdade Pio Décimo, v. 2, n. 1, 2009.

FALEIROS, V. P. O que Serviço Social quer dizer. Serviço Social & Sociedade, São Paulo: Cortez, n.108, p. 748-761, 2011.

GUERRA, Y. O Projeto Profissional Crítico: estratégias de enfrentamento das condições contemporâneas da prática profissional. Serviço Social & Sociedade, São Paulo: Cortez, n.91, p. 5-33, 2007.

HARVEY, D. Condição pós-moderna. São Paulo: Loyola, 2009.

IAMAMOTO, M. V. O Serviço Social na cena contemporânea. In: CFESS/ABEPSS. (Orgs.). Serviço Social: direitos sociais e competências profissionais. Brasília: CFESS/ ABEPSS, 2009.

IAMAMOTO, M. V. O Serviço Social na contemporaneidade: trabalho e formação profissional. São Paulo: Cortez, 2010.

MORIN, E. A cabeça bem feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2000.

MOTA, A. E. Cultura da crise e seguridade Social. São Paulo: Cortez, 2008.

MUNHOZ, D. Trabalho interdisciplinar: realidade e utopia. Serviço Social & Sociedade, São Paulo: Cortez, n. 51, p. 167-171, 1996.

NETTO, J. P. Transformações societárias e Serviço Social. Notas para uma análise prospectiva da profissão no Brasil. Serviço Social & Sociedade, São Paulo: Cortez, n. 50, p.87-132, 1996.

ORTIZ, F. Interdisciplinaridade e Assistência Social. O trabalho do/a Assistente Social no Suas: In: SEMINÁRIO NACIONAL. Conselho Federal de Serviço Social. Brasília: CFESS, 2011. p.188-199

PESSANHA, M. F. V. A sistematização do trabalho dos Assistentes Sociais que atuam na Assistência Social/CRAS no município de Campos dos Goytacazes: uma análise de sua contribuição para a afirmação do Projeto Ético-Político-Profissional do Serviço Social. Brasília: UnB, 2010.

RAICHELIS, R. Intervenção profissional do assistente social e as condições de trabalho no Suas. Serviço Social & Sociedade, São Paulo: Cortez, n.104, p. 750-772, 2010.

RODRIGUES, M. L. Medos e incertezas no Exercício da Prática Profissional. São Paulo: PUCSP, 2000. Disponível em: <http://www.pucsp.br/nemess/links/artigos/ marialucia. htm>. Acesso em: 20 set. 2012.

TEIXEIRA, S. M. Trabalho interdisciplinar nos CRAS: um novo enfoque e trato a pobreza?. Textos & Contextos, Porto Alegre: PUCRS, v. 9, n. 2, p. 286-297, 2010.

TERRA, S. Parecer jurídico nº 27/98. Brasília: CFESS, 1998.

VASCONCELOS, E. M. Serviço Social e Interdisciplinaridade: o exemplo da saúde mental. Saúde mental e Serviço Social: o desafio da subjetividade e da interdisciplinaridade. São Paulo: Cortez, 2000.

VELOSO, L. H. P. Processo de trabalho do Serviço Social: do despreparo teórico técnico às transgressões do ofício. Em Pauta, Rio de Janeiro: FSS/UERJ, n. 6, p. 30-50, 1995.

Downloads

Publicado

24-07-2013

Como Citar

FELIPPE, J. M. S. Projetos profissionais do serviço social e da psicologia nos CRAS: uma articulação bem sucedida?. Revista Vértices, [S. l.], v. 15, n. 1, p. 97–112, 2013. DOI: 10.5935/1809-2667.20130009. Disponível em: https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/vertices/article/view/1809-2667.20130009. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais