O comportamento em treinamento técnico de jogadores profissionais de futebol: um estudo na perspectiva da autorregulação da aprendizagem

  • Thiago Azevedo da Silva Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF)
Palavras-chave: Futebol, Autorregulação da aprendizagem, Treinamento técnico

Resumo

A literatura especializada tem enfatizado que em diversas áreas profissionais o comportamento autorregulado pode contribuir para o bom desempenho da pessoa que almeja alcançar determinado objetivo. A partir desse contexto, e tomando como referência as dimensões que integram o construto da autorregulação da aprendizagem (dimensões cognitiva/metacognitiva, motivacional, comportamental e contextual) nas diferentes fases do comportamento autorregulado (de antecipação, de execução e de reflexão ou avaliação final da tarefa), fez-se um estudo de caso, de natureza quantiqualitativa. O estudo teve por objetivo verificar se o comportamento dos atletas profissionais de futebol em treinamento técnico, integrantes da equipe do Americano Futebol Clube, localizado em Campos dos Goytacazes – RJ correspondia ao que preconiza a literatura sobre autorregulação. Levantaram-se as hipóteses de que as dimensões em que os atletas apresentavam melhor desempenho seria nas dimensões motivacionais e comportamentais, e menos favoráveis nas dimensões metacognitiva e contextual. Utilizaram-se como recursos de observação um questionário e grupo focal (entrevista coletiva), esta com a finalidade de aprofundar alguns resultados obtidos através do questionário. O modelo de autorregulação da aprendizagem, além de ter contribuído para a elaboração das perguntas dos instrumentos utilizados, ofereceu também subsídio para a análise dos dados. As hipóteses foram parcialmente comprovadas: os atletas apresentaram melhor domínio na dimensão motivacional, principalmente no que diz respeito à crença de autoeficácia (100% do grupo), seguida da dimensão cognitiva/metacogntiva; nas outras dimensões (comportamental e contextual) os resultados demonstraram comportamento menos eficaz dos atletas. O estudo pode contribuir para a reflexão e ação de atletas, comissão técnica e demais profissionais envolvidos no futebol, além de abrir perspectivas para outros estudos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago Azevedo da Silva, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF)
Mestre em Cognição e Linguagem pela UENF. Especialista em Docência do Ensino Superior, Educação Física Escolar e Futebol. Docente no Curso de Educação Física da Faculdade Santo Antônio de Pádua. E-mail: thiagoipcn@hotmail.com.
Publicado
30-06-2014
Como Citar
SILVA, T. A. DA. O comportamento em treinamento técnico de jogadores profissionais de futebol: um estudo na perspectiva da autorregulação da aprendizagem. Revista Vértices, v. 16, n. 1, p. 223-224, 30 jun. 2014.
Seção
Resumos de dissertações e teses