MORAES, N. M. O rei do pop e as nuances da pós-modernidade trágica. Revista Vértices, v. 12, n. 3, p. 7-16, 11.