[1]
K. S. Tosta e M. G. Ney, “Avaliação da educação: o caso do IDEB”, Revista Vértices, vol. 18, nº 2, p. 165–178, out. 2016.