Acesso a serviço de saúde para investigação e tratamento de Papanicolaou alterado: perspectivas e limites

Autores

  • Viviane Aparecida Siqueira Lopes Universidade Federal Fluminense (UFF), Campos dos Goytacazes/RJ
  • Aline do Nascimento Pereira Instituto de Medicina Social da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (IMS/UERJ), Rio de Janeiro/RJ

DOI:

https://doi.org/10.19180/1809-2667.v20n32018p362-371

Palavras-chave:

Acesso aos serviços de Saúde, Neoplasias do colo do útero, Exame Papanicolaou, Sistema Único de Saúde

Resumo

Este artigo analisa limites e perspectivas de acesso aos serviços de saúde para investigação diagnóstica e tratamento de Papanicolaou alterado. Apresenta pesquisa realizada com usuárias do Centro de Referência e Tratamento da Mulher/CRTM, no município de Campos dos Goytacazes/RJ. Seus resultados apresentam marcação de consulta, em prazo não superior a 30 dias, e seguimento segundo diretrizes nacionais de controle do câncer do colo do útero (CCU). No entanto, houve dificuldades relativas a defeito em aparelho de exame e extravio de exames, bem como relacionadas à articulação com a rede hospitalar, para fins de procedimentos e/ou tratamentos, inclusive oncológico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Viviane Aparecida Siqueira Lopes, Universidade Federal Fluminense (UFF), Campos dos Goytacazes/RJ

Professora Adjunta da Universidade Federal Fluminense, Departamento de Serviço Social de Campos. Doutoranda em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública/Fundação Oswaldo Cruz – Rio de Janeiro/RJ – Brasil. E-mail: vivianeviviane@uol.com.br.

Aline do Nascimento Pereira, Instituto de Medicina Social da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (IMS/UERJ), Rio de Janeiro/RJ

Mestranda em Saúde Coletiva pelo Instituto de Medicina Social/UERJ – Rio de Janeiro/RJ – Brasil. E-mail: linenpereira@hotmail.com.

Downloads

Publicado

07-12-2018

Como Citar

LOPES, V. A. S.; PEREIRA, A. do N. Acesso a serviço de saúde para investigação e tratamento de Papanicolaou alterado: perspectivas e limites. Revista Vértices, [S. l.], v. 20, n. 3, p. 362–371, 2018. DOI: 10.19180/1809-2667.v20n32018p362-371. Disponível em: https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/vertices/article/view/11660. Acesso em: 1 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos Originais