Aspectos históricos do financiamento da educação básica pública brasileira: a “democratização autocrática”

Palavras-chave: Democratização autocrática, História da educação, Financiamento da educação, Capitalismo Dependente

Resumo

O presente artigo analisa historicamente o financiamento da educação básica no Brasil, desde o período colonial até pós CF 1988. Para tanto faz uso, como fonte primária, das principais leis a tratarem do tema. Além da análise documental, a presente reflexão se apoia na teoria crítica educacional, buscando aproximar a temática do financiamento a categorias chaves de entendimento da realidade social brasileira, dentre elas: o modo de produção escravista colonial (GORENDER, 1980), capitalismo dependente (FERNANDES, 2005) e ampliação para menos (ALGEBAILE, 2009). À guisa de conclusão o artigo sugere a categoria de “democratização autocrática” como uma possibilidade analítica da educação pública brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marco Vinícius Moreira Lamarão, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense (IFFluminense) Campus Macaé/RJ
Doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013). Professor de História no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense Campus Macaé/RJ - Brasil. E-mail: marcolamarao@gmail.com.

Referências

ALGEBAILE, E. Escola pública e pobreza no Brasil: a ampliação para menos. Rio de Janeiro: Ed. Lamparina, FAPERJ, 2009.

BARROS, S. P. Slaves, freedmen, free African descendants, non-free, blacks, ingênuos: Education legislation concerning the black population in nineteenth century Brazil. Educação e Pesquisa, v. 42, n. 3, p. 591-605, set. 2016.

BASILE, M. O. N. C. O Império Brasileiro: Panorama político. In: LINHARES, M. Y. História geral do Brasil. 10. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2016. p. 279-450.

BRASIL [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm. Acesso em: 5 jun. 2021.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. 1996a. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional (LDB). Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 5 jun. 2021.

BRASIL. Lei nº 9.424, de 24 de dezembro de 1996. 1996b. Dispõe sobre o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (FUNDEF). Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9424compilado.htm. Acesso em: 5 jun. 2021.

BRASIL. Lei nº 11.457, de 16 de março de 2007. Dispõe sobre a Administração Tributária Federal; altera as Leis nos 10.593, de 6 de dezembro de 2002, 10.683, de 28 de maio de 2003, 8.212, de 24 de julho de 1991, 10.910, de 15 de julho de 2004, o Decreto-Lei no 5.452, de 1o de maio de 1943, e o Decreto no 70.235, de 6 de março de 1972; revoga dispositivos das Leis nos 8.212, de 24 de julho de 1991, 10.593, de 6 de dezembro de 2002, 10.910, de 15 de julho de 2004, 11.098, de 13 de janeiro de 2005, e 9.317, de 5 de dezembro de 1996; e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/lei/l11457.htm. Acesso em: 5 jun. 2021.

BRASIL. Lei nº 11.494, de 20 de junho de 2007. Regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – FUNDEB. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/lei/l11494.htm Acesso em: 5 jun. 2021.

BRASIL. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 26 de junho de 2014. Disponível em: http://pne.mec.gov.br/18-planos-subnacionais-de-educacao/543-plano-nacional-de-educacao-lei-n-13-005-2014. Acesso em: 11 fev. 2021.

BRASIL. Lei nº 14.113, de 25 de dezembro de 2020. Regulamenta o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), de que trata o art. 212-A da Constituição Federal; revoga dispositivos da Lei nº 11.494, de 20 de junho de 2007; e dá outras providências. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/lei-n-14.113-de-25-de-dezembro-de-2020-296390151 Acessado em: 5 jun. 2021.

CARDOSO, C. F. O Trabalho na Colônia. In: LINHARES, M. Y. História geral do Brasil. 10. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2016. p. 139-162.

COSTA, R. A.; LAMARÃO, M. V. M. Dilemas históricos da educação básica e o novo FUNDEB. In: CURSO DE EXTENSÃO DO LABORATÓRIO DE INVESTIGAÇÃO ESTADO, PODER E EDUCAÇÃO, 2021. No prelo.

CUNHA, L. A. O ensino de ofícios artesanais e manufatureiros no Brasil escravocrata [livro eletrônico]. 2. ed. São Paulo: Editora UNESP; Brasília, DF: FLACSO, 2005.

CUNHA, L. A. Educação, Estado e democracia no Brasil. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2009.

DAVIES, N. O financiamento público às escolas privadas. Disponível em: http://www.redefinanciamento.ufpr.br/antigo/nic7.htm. Acesso em: 31 mar. 2021.

DAVIES, N. FUNDEB: a redenção da educação básica? Educ. Soc., Campinas, v. 27, n. 96, p. 753-774, 2006.

DAVIES, N. O financiamento da educação estatal no Brasil: novos ou velhos desafios? Revista Educação Online, PUC, Rio de Janeiro, n. 10, p. 31-63, 2012.

FAUSTO, B. História Concisa do Brasil. São Paulo: Editora universidade de São Paulo, 2008.

FERNANDES, F. A Revolução Burguesa no Brasil: ensaio de interpretação sociológica. 5. ed. São Paulo: Globo, 2005.

GONÇALVES, A. de F. A evolução histórica do financiamento educacional brasileiro e a importância do FUNDEF / FUNDEB para a educação básica de Mairiporã. 2013. Dissertação (Mestrado) - UNICID, São Paulo, 2013.

GORENDER, J. O Escravismo Colonial. 3. ed. São Paulo: Ática, 1980.

KOSIK, K. Dialética do Concreto. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

LAMARÃO, M. V. M. O conselho do FUNDEB no município de Itaboraí e a democracia da terceira via: uma análise crítica. 2013. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2013.

LAMARÃO, M. V. M.; LEHER, R. A disputa pelos recursos educacionais e o Movimento Todos Pela Educação: antigas e novas formas de privatização. In: VIEIRA, N. S.; LAMOSA, R. (org.). Todos Pela Educação? Uma década de ofensiva do capital sobre as escolas públicas. 1. ed. Curitiba, Paraná: Ed. Apris, 2020. p. 129-145.

MONLEVADE, J. Construção da complexidade do financiamento da educação pública no Brasil. FINEDUCA - Revista de Financiamento da Educação, v. 2, n. 4, 2012.

REZENDE PINTO, J. M. A política recente de fundos para o financiamento da educação e seus efeitos no pacto federativo. Educação e Sociedade, Campinas, v. 28, n. 100, Especial, p. 877-97, out. 2007.

SAVIANI, D. Vicissitudes e perspectivas do direito à educação no Brasil: abordagem histórica e situação atual. Educação & Sociedade, v. 34, n. 124, p. 743-760, set. 2013.

Publicado
27-08-2021
Como Citar
LAMARÃO, M. V. M. Aspectos históricos do financiamento da educação básica pública brasileira: a “democratização autocrática”. Revista Vértices, v. 23, n. 3, p. 803-820, 27 ago. 2021.
Seção
Dossiê Temático: "Questões contemporâneas da educação no Brasil e em Portugal"