“Projeto Educar para Ficar”: ações que legitimam políticas afirmativas no âmbito da Rede Federal de Ensino

Autores

  • Cristina Barreto Tavares IF Fluminense
  • Maria Lúcia Moreira Gomes IF Fluminense

DOI:

https://doi.org/10.5935/1809-2667.20100022

Palavras-chave:

Transtornos de aprendizagem, Inclusão, Rede Federal de Ensino

Resumo

Este artigo focaliza um dos aspectos de extrema importância no universo escolar - os transtornos da aprendizagem - e os esforços que o Instituto Federal Fluminense vem empreendendo com a finalidade de propiciar a inclusão efetiva dos alunos portadores desses transtornos no contexto da aprendizagem real. Dentre essas iniciativas, o “Projeto Educar para Ficar”, foco deste trabalho, além de proporcionar tratamento no aspecto orgânico, emocional/relacional e cognitivo, com excelentes resultados, busca informar e sensibilizar os profissionais educadores da instituição, quanto à necessidade de identificar, apoiar e encaminhar os alunos para um atendimento especializado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristina Barreto Tavares, IF Fluminense

Assistente Social do IF Fluminense campus Campos Centro, terapeuta familiar, pós-graduanda em Psicopedagogia e Pedagogia Empresarial e uma das coordenadoras do “Projeto Educar para Ficar”.

Maria Lúcia Moreira Gomes, IF Fluminense

Técnica em Assuntos Educacionais do IF Fluminense campus Campos Centro, professora universitária, mestra em Cognição e Linguagem, Especialista em Língua Portuguesa, Educação a Distância, pós-graduanda em Psicopedagogia e Pedagogia Empresarial e uma das coordenadoras do “Projeto Educar para Ficar”.

Referências

BOSSA, N. A. Fracasso escolar: um olhar psicopedagógico Porto Alegre: Artmed, 2002. 174 p. BBE.

BOSSA, N. A. Dificuldades de aprendizagem: o que são? Como tratá-las?. Porto Alegre: Artmed, 2000.

BRAZOROTTO, J. S. Dificuldades de aprendizagem. São Carlos, 2001. Texto apostilado, 2001

CALABRESI; COSTA. Alunos com dificuldades de aprendizagem atendidos no projeto educação especial: atividades de extensão, pesquisa e ensino. Disponível em: <http://www.prac.ufpb.br/anais/Icbeu_anais/anais/educacao/projetoeducacao>. Acesso em: 15 nov. 2008.

COOL et al. Desenvolvimento psicológico e educação: necessidades educativas especiais e aprendizagem escolar. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995. v.3.

FERNANDEZ. A. A Inteligência aprisionada. Porto Alegre: Artmed, 1991

GOMES, M.L. Do lugar ao não lugar: a re-invenção do conhecimento. 2002. Dissertação (Mestrado em Cognição e linguagem) - UENF, Campos dos Goytacazes, 2002.

PIAGET, J. Seis estudos de psicologia. Trad. Maria A.M. D’Amorim; Paulo S.L. Silva. Rio de Janeiro: Forense, 1967.

PAÍN, S. Diagnóstico e tratamento dos problemas de aprendizagem.Trad. Ana Maria Neto Machado. Porto Alegre: Artmed, 1985

PAÍN, S. A função da ignorância. Porto Alegre: Artmed, 1999.

SANTOS, L. C.; MARTURANO, E. M. Crianças com dificuldade de aprendizagem: um estudo de seguimento. Psicologia: Reflexão e Crítica, Porto Alegre, v.12, n.2, p.377-394, 1999.

TEIXEIRA, G. Transtornos comportamentais na infância e na adolescência. Rio de Janeiro: Ed. Rubio, 2006.

Downloads

Como Citar

TAVARES, C. B.; GOMES, M. L. M. “Projeto Educar para Ficar”: ações que legitimam políticas afirmativas no âmbito da Rede Federal de Ensino. Revista Vértices, [S. l.], v. 12, n. 3, p. 71–90, 2010. DOI: 10.5935/1809-2667.20100022. Disponível em: https://essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/vertices/article/view/1809-2667.20100022. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais