Avaliação da educação: o caso do IDEB

  • Késia Silva Tosta Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF), Campos dos Goytacazes/RJ
  • Marlon Gomes Ney Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF), Campos dos Goytacazes/RJ
Palavras-chave: Política Pública, Educação, Avaliação

Resumo

O texto discute sobre a importância da avaliação nas políticas sociais, com destaque na educação básica. Para isso, o trabalho se divide em três partes: a primeira aborda a política educacional brasileira, sua organização e legislação; a segunda é sobre a importância da avaliação de políticas sociais; e, no terceiro item, é analisado o IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), que é a principal forma de avaliação da educação básica. Dessa forma, pretende-se problematizar e refletir sobre o papel das políticas de avaliação e se o IDEB vem sendo efetivo na busca da melhoria da qualidade da educação básica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Késia Silva Tosta, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF), Campos dos Goytacazes/RJ
Assistente Social pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e mestranda pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF) - Campos dos Goytacazes/RJ - Brasil. E-mail: kesia-tosta@hotmail.com.
Marlon Gomes Ney, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF), Campos dos Goytacazes/RJ
Doutor em Economia Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Professor da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF) - Campos dos Goytacazes/RJ - Brasil. E-mail: marlongomes@hotmail.com.

Referências

AGUILAR, M. J.; ANDER-EGG E. Avaliação de serviços e programas sociais. Petrópolis: Vozes, 1994.

ALMEIDA, N. L. T.. Apontamentos sobre a política de educação no Brasil hoje e a inserção dos assistentes sociais. In: Subsídios para o Debate sobre o Serviço Social na educação. Brasília, junho de 2011.

ARAÚJO, L. Os fios condutores do PDE são antigos. 2007. Disponível em: <http://www.redefinanciamento.ufpr.br/araújo2.pdf>. Acesso em: 02 jul. 2014.

ASSEMBLÉIA NACIONAL FRANCESA. Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, 1973.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil: 1988. 10.ª ed. Brasília: Câmara dos Deputados, 1998.

______. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: Senado Federal, 1996.

CASTRO, M. H. G.. Sistemas de Avaliação da Educação no Brasil: avanços e novos desafios. São Paulo Perspc., São Paulo, v.23,n.1,p.5-18, jan./jun.2009.

COHEN, E.; FRANCO, R. Avaliação de projetos sociais. Petrópolis: Vozes, 1993.

CONFERÊNCIA MUNDIAL SOBRE DIREITOS HUMANOS. Viena, 1993.

CONVENÇÃO SOBRE OS DIREITOS DAS CRIANÇAS. Adotada em Assembleia Geral das Nações Unidas em 20 de novembro de 1989.

CURY, C. R. J. Educação como direito social. Dicionário de Políticas Sociais. In: CASTRO, C. L. F.; GONTIJO, C. R. B.; AMABILE, A. E. N. (Orgs.). Barbacena: EDUEMG, 2012.

DAGNINO, E. ¿Sociedade civil, participação e cidadania: de que estamos falando? In: MATO, D (Coord.). Políticas de ciudadania y sociedad civil em tiempos de globalización. FACES, Universidad Central de Venezuela. p. 95 – 110.

DECLARAÇÃO AMERICANA DOS DIREITOS E DEVERES DA HUMANIDADE. Bogotá, 1948.

DESLANDES, S. F. Concepções em pesquisa social: Articulações com o campo da avaliação em serviços de saúde. Cadernos de Saúde Pública, n. 13, p.103-107, 1997.

FARIA, C. A. P. A Política da Avaliação de Políticas Públicas. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 20, n. 59, p.97-169, out. 2005.

FERNANDES, F. Diretrizes e Bases: conciliação aberta. Revista Sociedade e Universidade, São Paulo, 1991.

FERRARO, A. R. Direito à educação no Brasil e dívida educacional: e se o povo cobrasse? Educação e Pesquisa, São Paulo, v.34, n.2, p.273-289, maio/ago. 2008.

FREITAS, L. C.. Eliminação adiada: o caso das classes populares no interior da escola e a ocultação da (má) qualidade do ensino. Educação Sociedade, Campinas, v.28, n.100, out. 2007.

GENTILINI, J. A. Poder Local e Gestão da Educação: possibilidades e limites da autonomia. PARENTE, J. M.; PARENTE, C. M. D. (Orgs). Política, Gestão e Financiamento da Educação. São Cristóvão: Editora UFS, 2012.

IDEB. ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA. Disponível em: <http://portal.inep.gov.br/web/portal-ideb/portal-ideb>. Acesso em: 14 set. 2014.

INEP. INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Nota Técnica: Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB. Brasília, DF: MEC. Disponível em: <http://www.inep.gov.br/download/Ideb/Nota_Tecnica_n1_concepçãoIDEB. pdf>. Acesso em: 12 ago. 2014.

MARSHALL T.H. Politica Social. Rio de Janeiro: Zahar, 1967.

MIOTO, R. C. T.; NOGUEIRA, V. M. R. Sistematização, Planejamento e Avaliação das ações dos assistentes sociais no campo da saúde. In: MOTA, A. E. et al. Serviço Social e Saúde: Formação e Trabalho Profissional. São Paulo: Cortez, 2007.

PACTO INTERNACIONAL SOBRE OS DIREITOS ECONÔMICOS, SOCIAIS E CULTURAIS. Adotado pela XXI Sessão da Assembleia-Geral das Nações Unidas, em 19 de dezembro de 1966.

PARENTE, J. M.; PARENTE, C. M. D. (Orgs). Política, Gestão e Financiamento da Educação. São Cristóvão: Editora UFS, 2012. 218p.

PIANA, M. C. As políticas sociais no contexto brasileiro: natureza e desenvolvimento. In: A construção do perfil do assistente social no cenário educacional [online]. São Paulo: Editora UNESP; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2009.

PRATES, J. C. As pesquisas avaliativas de enfoque misto e a construção de indicadores para avaliação de políticas e programas sociais. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISDORES EM SERVIÇO SOCIAL, 12., 2010, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ABEPSS, 2010.

PRESTES, E. M. T. A avaliação de políticas sociais: questões teóricas, metodológicas e políticas. Revista Lusófana de Educação [online], n.22, 2012.

SAVIANI, D. Vicissitudes e perspectivas do direito à educação no Brasil: abordagem histórica e situação atual. Educação Sociedade, Campinas, v.34, n.124, p.743-760, jul/set. 2013.

SHIROMA, E. O. et al. Política Educacional. 3.ª ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2004.

SILVA, M. O. S. (Org.). Avaliação de políticas e programas sociais: teoria e prática. São Paulo: Veras, 2001.

TERRA, L. G. S. et al. Avaliação em Serviço Social. Belém: CEJUP, 1989.

Publicado
25-10-2016
Como Citar
TOSTA, K. S.; NEY, M. G. Avaliação da educação: o caso do IDEB. Revista Vértices, v. 18, n. 2, p. 165-178, 25 out. 2016.
Seção
Artigos de revisão

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##