Uma análise comparativa entre as metodologias de desenvolvimento de software: Rational Unified Process e Extreme Programming

  • Marcelo Rafael Borth Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Mato Grosso do Sul (IFMS)
  • Henrique Yoshikazu Shishido Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
Palavras-chave: Metodologias de desenvolvimento de software, Rational Unified Process, Extreme Programming

Resumo

Mediante a grande exigência do mercado por inovação, produtividade, qualidade e desempenho dos sistemas computacionais, criaram-se as metodologias de desenvolvimento de software. A partir do uso de uma metodologia de software é possível reduzir o custo, o risco e o tempo do desenvolvimento de um projeto e, ainda, aumentar a qualidade do produto final. Este artigo realiza uma comparação entre duas metodologias de desenvolvimento: o Rational Unified Process e o Extreme Programming. A comparação realizada mostra as principais semelhanças e contrastes entre as abordagens, destacando e comentando suas características predominantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Rafael Borth, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Mato Grosso do Sul (IFMS)
Doutorando em Ciências Ambientais e Sustentabilidade Agropecuária na Universidade Católica Dom Bosco - UCDB, mestre em Ciência da Computação pela Universidade Estadual de Maringá - UEM, especialista em Tecnologia Java pela UNIPAN, e graduado em Sistemas de Informação pela UNIPAR. Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Mato Grosso do Sul - IFMS (Ponta Porã) – MS/Brasil. E-mail: marceloborth@gmail.com.
Henrique Yoshikazu Shishido, Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
Mestre em Ciência da Computação da Universidade Estadual de Maringá. Possui graduação em Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Docente da Universidade Tecnológica Federal do Paraná atuando nos cursos de Engenharia da Computação e Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas – Paraná/Brasil. E-mail: shishido@utfpr.edu.br.

Referências

ABRAHAMSSON, P. et al. Agile Software Development Methods: Review and Analysis. Espoo: VTT Publications. Technical Report, 2002.

AMBLER, S. W. Has Agile Peaked? Scott Crunches the Numbers to Find Out, 2008. Disponível em: <http://www.ddj.com/architect/207600615> Acesso em: abr. 2013.

ANDERSON, D. J. Agile Management for Software Engineering, Applying the Theory and Constraints for Business Results. Upper Saddle River, NJ: Prentice Hall, 2003.

BECK, K. Extreme Programming Explained. Boston, Massachusetts: Addison-Wesley Longman, 2000.

BECK, K. Extreme Programming Explained: Embrace Change. 2. ed. Reading, Massachusetts: Addison-Wesley, 2004.

BECK, K. et al. Manifesto for Agile Software Development. 2001. Disponível em: http://agilemanifesto.org/ Acesso em: abr. 2013.

BEZERRA, W. et al. Utilização da Metodologia Ágil Extreme Programming (XP) como Ferramenta de Gestão: Um Estudo de Caso numa Empresa do Ramo de Tecnologia e Serviços. Revista Connexio, p. 41-56, 2012.

BOEHM, B. et al. Management Challenges to Implement Agile Processes in Traditional Development Organizations. IEEE Software, 2005.

BROOKS, F. No Silver Bullet: Essence and Accidents of Software Engineering. Proc. IFIP, IEEE CS Press, pp. 1069-1076; reprinted in IEEE Computer, p. 10-19, Apr. 1987.

COCKBURN, A. Agile Software Development. MA: Addison Wesley Longman Inc., 2002. DIAS, T. M. R. et al. Adoção da Metodologia Extreme Programming para Construção de Sofware. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE COMPONENTES, ARQUITETURAS E REUTILIZAÇÃO DE SOFTWARE (SBCARS), 2009. p. 10-23.

DOS SANTOS, A. C. C. et al. Experiência Acadêmica de uma Fábrica de Software utilizando Scrum no Desenvolvimento de Software. In: WORKSHOP BRASILEIRO DE MÉTODOS ÁGEIS (WBMA), 2010, Porto Alegre. p. 86-98.

DYBÅ, T. et al. Empirical studies of agile software development: A systematic review. Information and Software Technology, v. 50, n. 9-10, p. 833–859, 2008.

IBM. Using RUP to Manage Small Projects and Teams, 2005. Disponível em: <http://www.ibm.com/developerworks/rational/library/jul05/kohrell/index.html> Acesso em: abr. 2013.

KARLSTRÖM, D. et al. Integrating Agile Software Development into Stage-Gate Managed Product Development. Empirical Software Engineering, v. 11, n. 2, p.203–225, 2006.

KRUCHTEN, P. The Rational Unified Process: An Introdution. Massachusetts: Addison Wesley, 2000.

LARMAN, C. Applying UML and Patterns: An Introduction to Object-Oriented Analysis and Design and Iterative Development. 3 ed. NY: Prentice Hall, 2004.

MANZONI, L. V. et al. Identifying extensions required by RUP (Rational Unified Process) to comply with CMM (Capability Maturity Model) levels 2 and 3. IEEE Transactions on Software Engineering, v. 29 , n. 2, p. 181-92, Feb. 2003.

MARTIN, R. Agile Software Development: Principles, Patterns, and Practices. NY: Pearson Education, 2003.

MELO, C. O. et al. Adoção de métodos ágeis em uma instituição pública de grande porte - um estudo de caso. In: WORKSHOP BRASILEIRO DE MÉTODOS ÁGEIS (WBMA), 2010, Porto Alegre. v. 24, p. 112-125.

PAULK, N. C. Extreme programming from a CMM perspective. IEEE Software, v. 18, n. 6, p. 19-26, Nov/Dec. 2001.

PIKKARAINEN, M. et al. The Impact of Agile Practices on Communication in Software Development. Empirical Software Engineering, 2008.

PRESSMAN, R. S. Software Engineering: A Practitioner's Approach. 5 ed. New York: McGraw-Hill, 2001.

SHEN, M. et al. Applying agile methods to embedded software development: A systematic review. In: SOFTWARE ENGINEERING FOR EMBEDDED SYSTEMS (SEES), 2., INTERNATIONAL WORKSHOP ON IEEE, 2012.

SOMMERVILLE, I. Software Engineering. 5ª ed. NY: Addison-Wesley, 1995.

TRECCANI, P. J. F. et al. Utilização de Metodologias Ágeis no Desenvolvimento de Software: Resultados de um Estudo Empírico. In: EXPERIMENTAL SOFTWARE ENGINEERING LATIN AMERICAN WORKSHOP (ESELAW), 7., 2010. Proceedings… p. 50-59.

WELLS, D. Extreme Programming. A Gentle Introduction, 2009. Disponível em: <http://www.extremeprogramming.org> Acesso em: abr. 2013.

Wu, X. et al. The Research on Necessity and Plan for Using Extreme Programming in Rational Unified Process. In: COMPUTATIONAL INTELLIGENCE AND SOFTWARE ENGINEERING (CISE), 2010 INTERNATIONAL CONFERENCE ON IEEE, 2010.

Publicado
27-12-2013
Como Citar
BORTH, M. R.; SHISHIDO, H. Y. Uma análise comparativa entre as metodologias de desenvolvimento de software: Rational Unified Process e Extreme Programming. Revista Vértices, v. 15, n. 3, p. 141-154, 27 dez. 2013.
Seção
Artigos Originais