A região Norte Fluminense e seu perfil industrial no período 1999-2011

  • José Eduardo Manhães da Silva Universidade Federal Fluminense (UFF)
  • Denise Cunha Tavares Terra Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF), Campos dos Goytacazes/RJ
  • Elvia Alvarenga Fagundes da Silva Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF), Campos dos Goytacazes/RJ
Palavras-chave: Crescimento Econômico, Norte Fluminense, Produto Interno Bruto, Indústria

Resumo

A região Norte Fluminense, que já vivenciou períodos de pujança econômica (com destaque em âmbito estadual e nacional), ao longo do século XIX e primeira metade do século XX, baseada na produção sucroalcooleira; passa a vivenciar, a partir do final do século XX, uma significativa mudança na sua configuração produtiva baseada nas atividades industriais e de prestação de serviços ligadas direta e indiretamente à indústria petrolífera, bem como pelo fato de cinco dos seus nove municípios serem grandes beneficiários dos royalties e participações especiais. Este artigo tem o intuito de verificar em que medida a produção e extração de petróleo e gás (P&G) contribuíram para o crescimento econômico do Norte Fluminense, além de examinar se seu comportamento econômico é análogo ao percebido no âmbito estadual e nacional, quanto ao comportamento do setor industrial. Além disso, busca identificar no comportamento econômico da região os reflexos da crise internacional de 2009.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Eduardo Manhães da Silva, Universidade Federal Fluminense (UFF)
Mestre em Economia, Professor Assistente Universidade Federal Fluminense (UFF) - Brasil. E-mail: jedums@hotmail.com.
Denise Cunha Tavares Terra, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF), Campos dos Goytacazes/RJ
Doutora em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), professora do Centro de Ciências do Homem da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF) e professora colaboradora do Mestrado em Planejamento Regional e Gestão de Cidades, Universidade Cândido Mendes - Campos dos Goytacazes/RJ - Brasil. E-mail: deniseterra@gmail.com.
Elvia Alvarenga Fagundes da Silva, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF), Campos dos Goytacazes/RJ
Bolsista de Iniciação Científica (PIBIC/UENF), aluna do curso de Administração Pública da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, (UENF) - Campos dos Goytacazes/RJ - Brasil. E-mail: elvia.fag@gmail.com.

Referências

ARAÚJO, R. D., MENDONÇA, M. A. A. Mobilidade de trabalhadores e efeitos de transbordamentos entre empresas transnacionais e domésticas. In: NEGRI, João Alberto de; NEGRI, Fernanda de; COELHO, Danilo. Tecnologia, exportação e emprego. Brasília: IPEA, 2006.

BRESSER-PEREIRA, L.C. O modelo harrod-domar e a substitubilidade de fatores: estudos econômicos, 1975.

______. Crescimento e desenvolvimento econômico. São Paulo: Fundação Getúlio Vargas. Escola de Economia. 2008.

CARVALHO, José L. et al. Fundamentos de economia: macroeconomia. São Paulo: Cengage Learning, 2008.

CRUZ, J. L.V. Modernização produtiva, crescimento econômico e pobreza no Norte Fluminense (1970-2000). Economia e desenvolvimento no Norte Fluminense, da cana-de-açúcar aos royalties do petróleo, Campos dos Goytacazes, RJ: WTC Editora, 2004.

FURTADO, Celso. Desenvolvimento e subdesenvolvimento. 5. ed. Rio de Janeiro, 2009.

IBGE. Relatórios metodológicos: PIB dos municípios: Disponível em: <http://www.ibge.gov.br>. Acesso em: 10 set. 2015.

KEYNES, John Maynard. Teoria geral do emprego do juro e da moeda. São Paulo: Nova Cultural, 1996. (Os Economistas).

MALTHUS, Thomas. Princípios de economia política e considerações sobre sua aplicação prática. São Paulo: Nova Cultural, 1996. (Os Economistas).

MANKIW, N. G. Introdução à economia: princípios de micro e macroeconomia. 2. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2001.

MILL, J. Stuart. Princípios de economia política com algumas de suas aplicações à filosofia social. São Paulo: Nova Cultural, 1996. (Os Economistas).

MONIÉ, F. Petróleo, industrialização e organização do espaço regional. In: PIQUET, R. (Org). Petróleo, Royalties e Região, Rio de Janeiro, Garamond, 2003. p. 257-286.

OLIVEIRA, F. J. Reestruturação produtiva e regionalização da economia no território fluminense. 2003. Tese. (Doutorado em Geografia)–Departamento de Geografia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.

RAPPEL, E. A exploração econômica do pré-sal e os impactos sobre a indústria brasileira de petróleo. In: PIQUET, R. (Org). Mar de riqueza, terras de contrastes: o petróleo no Brasil. Rio de Janeiro: Mauad X; FAPERJ, 2011. p. 49-77.

RICARDO, David. Princípios de economia política e tributação. São Paulo: Nova Cultural, 1996. (Os Economistas).

ROSENDO, R.; CARVALHO, A. M. Formação econômica da região Norte Fluminense. Campos dos Goytacazes, RJ: WTC Editora, 2004.

SILVA, R. D. Indústria e desenvolvimento regional no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: FGV, 2012.

SCHUMPETER, Joseph A. Teoria do desenvolvimento econômico: uma investigação sobre lucros, capital, crédito, juro e o ciclo econômico. Série: São Paulo: Nova Cultural, 1996. (Os Economistas).

SMITH, Adam. A riqueza das nações. São Paulo: Nova Cultural, 1996. Volume 1. (Os Economistas).

TORRES, R. L., SILVA, H.C. Uma crítica aos indicadores usuais de desindustrialização no Brasil. In: ENCONTRO NACIONAL DE ECONOMIA, 40., 2012, Porto de Galinhas, PE. Anais... Porto de Galinhas, PE, 2012. (Os Economistas).

UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES. Royalties e região: produto ilusório bruto, Boletim Petróleo, v. 2, n. 10. dez. 2005.

Publicado
01-07-2016
Como Citar
MANHÃES DA SILVA, J. E.; TERRA, D. C. T.; SILVA, E. A. F. DA. A região Norte Fluminense e seu perfil industrial no período 1999-2011. Revista Vértices, v. 18, n. 1, p. 127-151, 1 jul. 2016.
Seção
Artigos Originais