O rei do pop e as nuances da pós-modernidade trágica

  • Nayana M. Moraes Município de Macaé
Palavras-chave: Tragédia, Celebridade, Pós-moderno, Herói e Mito

Resumo

Este artigo mostra a relação das celebridades com os aspectos trágicos de suas vidas e o envolvimento dos fãs a partir da catarse. Todos estes termos imbricados dialogarão com um dos gêneros literários mais antigos: a tragédia grega. Esta permeará um entendimento acerca da forma com que nós, espectadores, analisamos alguns famosos, bem como sua influência na indústria do entretenimento. Neste contexto, alguns deles não conseguem adquirir um equilíbrio entre a fama e sua vida pessoal, que cai diante de sua hybris (desequilíbrio interno). E um destes artistas, considerado o mito da música e do entretenimento, compreenderá esta discussão: Michael Jackson. O filósofo grego Aristóteles discutiu e revigorou a importância e verossimilhança desta literatura no ser humano. Veremos, entretanto, que mesmo com estes conflitos, o mito permanece.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nayana M. Moraes, Município de Macaé
Graduada em Letras pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Macaé, FAFIMA, e atua como professora de Língua Portuguesa no município de Macaé

Referências

ARISTÓTELES. Arte retórica e arte poética. Rio de Janeiro: Ediouro, 1979.

COELHO, Teixeira. Moderno Pós-moderno. São Paulo: L&PM, 1986.

CONNOR, Steven. Cultura Pós-moderna. São Paulo: Edições Loyola, 2000.

JACKSON, Michael. Living with Michael Jackson: depoimento. Entrevistador: Martin Bashir. Reino Unido: ITV, 2003. Versão brasileira: AXN, 30 jun. 2009.

JAMESON, Fredric. Pós-modernismo. São Paulo: Ática, 2006.

LESKY, Albin. A tragédia grega. São Paulo: Perspectiva, 1976.

MATOS, Luis (Ed.). Tributo a Michael Jackson: LIFE. São Paulo: Universo dos livros, 2009.

PAIVA, Flávio. Mortos rendem lucro. Coletiva.net, dez. 2002. Disponível em: <http://www.coletiva.net/site/coluna_detalhe.php?idColuna=356>. Acesso em: 9 out. 2009.

SÓFOCLES. Édipo Rei. In: JACKSON, W. M.(Org.). Teatro grego. São Paulo: Brasileira, 1964.

Como Citar
MORAES, N. M. O rei do pop e as nuances da pós-modernidade trágica. Revista Vértices, v. 12, n. 3, p. 7-16, 11.
Seção
Artigos Originais